Horner: Renault não aproveitou todo potencial da Red Bull

Chefe da Red Bull volta a comentar sobre crise com a parceira na Fórmula 1

A Renault nunca aproveitou totalmente o que a sua parceria com a Red Bull poderia oferecer e, recentemente, tem sido prejudicada por um conservadorismo empresarial, disse o chefe da escuderia austríaca, Christian Horner.

Depois de uma campanha difícil para juntar Red Bull e Renault, Horner tem seu ponto de vista a respeito do motivo que levou a fabricante francesa a se concentrar apenas em duas equipes sem produzir resultados.

Mas ele admite que não existe uma resposta clara sobre os motivos que fizeram com que a associação não conseguisse repetir os resultados que ajudaram a alcançar quatro campeonatos mundiais consecutivos entre 2010 e 2013.

"Para ser honesto, eu não estou muito certo", disse Horner quando questionado pelo Motorsport.com sobre o motivo de a Renault ter limitado sua participação na Fórmula 1 apenas com Red Bull e Toro Rosso não ter funcionado.

"Houve relutância em tirar o máximo proveito da Red Bull como parceira técnica e tem havido uma diferença de opinião técnica sobre onde estavam os pontos fracos do motor".

"Nós não poderíamos influenciar a direção técnica de desenvolvimento. Mario (Illien) desenvolveu um conceito para a Renault, que em paralelo seguiu o seu próprio projeto, e o resultado foi a especificação D", disse.

"Eu nunca me senti totalmente explorado pela Renault na simulação técnica e de tentar oferecer maior capacidade. Foi muito claro desde o início que a Renault não estava satisfeita em ser apenas um fornecedor. Desde o ano passado eles estavam procurando tornar-se uma equipe de novo."

Horner disse que a Red Bull comprometeu seus próprios recursos para tentar ajudar a Renault a acelerar a sua melhoria, mas em última análise, os seus esforços não ajudaram.

"Nós investimos o suficiente para criar um grupo, empregando alguns especialistas, colocando a capacidade disponível, por isso é realmente frustrante que não terminou em algo realizado", disse.

Horner concordou, no entanto, que a Red Bull pressionou duro a Renault em suas demandas, o que pode ter contribuído para as frustrações.

"É claro que pressionamos, mas qualquer equipe competitiva faz isso", disse ele. "Cada workshop, cada reunião operacional, se não pressiona os limites não é rápido neste negócio. Essa é a abordagem que sempre tivemos em todas as áreas."

Quando perguntado se o conservadorismo da Renault atrasou, Horner concordou: "Eu acho que, de certa forma, é possível Por isso, é bom saber que eles estão passando por uma reestruturação.".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags renault