Horner: retas expuseram RBR à velocidade “insana” da Ferrari

compartilhar
comentários
Horner: retas expuseram RBR à velocidade “insana” da Ferrari
Por: Ben Anderson
9 de jul de 2018 15:44

Christian Horner considera que seus pilotos ficaram “altamente expostos” pela “insana” vantagem de velocidade que a Ferrari teve sobre a Red Bull no GP da Grã-Bretanha.

Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14
Kimi Raikkonen, Ferrari SH71H and Max Verstappen, Red Bull Racing RB14
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14
Christian Horner, Red Bull Racing Team Principal
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14

Max Verstappen não conseguiu manter Kimi Raikkonen atrás durante a disputa pelo quarto lugar. O holandês havia evitado os ataques do rival ao guiar por fora na curva Luffield e se defendendo na Copse, mas Horner disse que a vantagem de potência da Ferrari tornou o trabalho de seu piloto redundante.

“Fomos amplamente expostos, tanto na defesa quanto no ataque”, disse Horner.

“Você pode ver isso na relargada com Kimi. Foi como aconteceu no México, em 2015, pela quantidade de potência adicional.”

“Usamos nosso modo de classificação na relargada contra Kimi e você podia ver a diferença. Você podia ver como Max teve de trabalhar para manter Kimi atrás, e a superioridade na velocidade era insana.”

“Na segunda relargada, ele deu uma errada na Stowe e ainda assim estava em cima de Max nas curvas 2 e 3.”

“E, infelizmente para Daniel [Ricciardo], ele simplesmente não conseguiu atacar Valtteri [Bottas] mesmo tendo um pneu superior.”

“Até mesmo com o DRS aberto nós estávamos ficando para trás.”

Horner disse que o excesso de curvas feitas com o pé cravado no acelerador, o que é possível graças ao atual regulamento aerodinâmico, deixam ainda mais evidente o déficit da Renault para Ferrari e Mercedes, o que forçou a Red Bull a fazer mudanças no acerto.

“O problema com Silverstone agora é que se trata de um circuito feito de pé embaixo. Estamos falando de 82% de acelerador cheio na classificação”, acrescentou Horner.

“Entõa, em curvas como Copse, Becketts, Stowe, elas não são o mesmo desafio que eram com esses carros, porque todo mundo faz de pé cravado agora.”

“Isso faz com que tudo fique mais centrado na potência, porque você realmente precisa dela quando está fazendo a curva.”

“É ali que a potência aparece. E vemos isso de tempos em tempos – na curva 3 em Barcelona, na curva 3 em Sochi, curva 7 na Áustria. É um problema conhecido. Se você olhar para a asa traseira dos carros, estamos usando níveis de downforce de Spa, sendo que todos usam um pouco mais de asa.”

“Em classificação, acho que fomos mais rápidos do que Sebastian [Vettel] em todas as curvas, mas simplesmente perdemos tempo nas retas.”

Next article
Chefe destaca atuação de Vettel na Inglaterra: “foi um leão”

Previous article

Chefe destaca atuação de Vettel na Inglaterra: “foi um leão”

Next article

Mulher de Raikkonen debocha de reclamações de Hamilton

Mulher de Raikkonen debocha de reclamações de Hamilton
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Localização Silverstone
Equipes Red Bull Racing Shop Now
Autor Ben Anderson