Kubica admite que não foi fácil negar convite da Ferrari

compartilhar
comentários
Kubica admite que não foi fácil negar convite da Ferrari
Por:
Co-autor: Lucy Morson
4 de jan de 2019 18:03

Polonês falou sobre a recusa de papel de desenvolvimento com equipe italiana para 2019

Foi apurado que Robert Kubica poderia ocupar o lugar de piloto de desenvolvimento da Ferrari, após as idas de Antonio Giovinazzi e Daniil Kvyat para a Sauber e Toro Rosso, respectivamente.

No entanto, o vencedor do GP do Canadá de 2008 optou voltar às pistas oficialmente com a Williams, ao lado do novato Georgeg Russell.

"Eu sabia o que eu gostaria de fazer, mas às vezes as coisas são um pouco mais complicadas do que parecem", disse Kubica ao Motorsport.com.

"Eu tive uma oportunidade que achei muito interessante e não foi fácil dizer não.”

"No fim das contas, sou piloto de corridas, embora não tenha corrido há muito tempo, e essa mentalidade de competidor venceu.”

"Estou feliz por ter tomado esta decisão porque é um grande desafio."

No início deste ano, Kubica confirmou um boato de longa data de que poderia ter sido companheiro de Fernando Alonso na Ferrari em 2012, antes do acidente de 2011, que o deixou com lesões permanentes e interrompeu sua carreira.

Seu retorno ao grid com a Williams em 2019 marcará a primeira vez que ele disputará uma corrida desde o final da temporada de 2010.

Mas Kubica acredita que ele está preparado para seu retorno à F1.

"Não é fácil se tornar um piloto de F1: não é fácil convencer as pessoas de que você pode fazer isso e se estabelecer em um paddock da F1", disse Kubica.

"Você tem que ter muita motivação para fazer isso porque eu passei por isso há 12 anos e, no final, eu disse que acho que tenho energia para fazer isso de novo.”

"Não estou preocupado ou com medo deste desafio e acho que posso fazer isso funcionar. Tenho uma grande oportunidade e é um final feliz para a longa jornada."

O papel de Kubica na Ferrari teria sido semelhante ao seu papel de piloto de testes e reserva na Williams, embora com menos oportunidades na pista.

Ele admitiu que o ajuste de uma posição de desenvolvimento para ser um piloto de corrida novamente no próximo ano levaria algum trabalho.

"Quando estou guiando o carro, tenho que ter em mente que preciso dar informações de qualidade, e que sou capaz de dar bom ritmo e não arriscar nada", disse Kubica.

"Tenho que mudar um pouco essa abordagem, porque agora eu tenho que trabalhar mais por um time, como eu fazia, mas agora também por mim mesmo.”

"Preciso me concentrar em coisas diferentes que podem ser úteis quando estou correndo. É uma abordagem um pouco diferente."

Next article
Ericsson espera que Leclerc “chute alguns traseiros” na Ferrari

Previous article

Ericsson espera que Leclerc “chute alguns traseiros” na Ferrari

Next article

Brawn: Honda precisa entender a realidade da Fórmula 1

Brawn: Honda precisa entender a realidade da Fórmula 1
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Robert Kubica
Equipes Ferrari Shop Now
Autor Scott Mitchell