Kubica anuncia que está fora do início da temporada 2012

Polonês ainda não se sente recuperado do acidente de rali sofrido no início de fevereiro e abre vaga cobiçada

Kubica não disputou a temporada 2011

A Renault anunciou oficialmente que Robert Kubica não se recuperará rápido o suficiente para voltar à F-1 no início da temporada 2012. O polonês, que sofreu grave acidente de rali no início de fevereiro, afirmou que precisa de mais tempo para se recuperar das lesões, que afetaram seriamente seu braço e mão direitos.

“Mesmo tendo trabalhado muito, muito duro nas últimas semanas, cheguei à conclusão de que não estarei certo para a temporada 2012. Liguei para a equipe e informei qual a situação. Foi uma decisão difícil de tomar, mas é a mais sensata.”

Kubica, no entanto, não descarta uma volta mais adiante, ainda que não queira dar prazos.

“Também sei que a Renault precisa se preparar para o ano que vem e ficar aumentando os prazos não seria o certo. Pessoalmente, minha recuperação ainda é muito encorajadora e meus médicos seguem impressionados. Só preciso de mais tempo, pois quero estar 100% pronto antes de me comprometer a pilotar.”

Por fim, o polonês de 26 anos, que tem uma pole e uma vitória no currículo, em 2008, explicou por que se resguardou durante este período de recuperação.

“É uma pena que não tenha conseguido dar mais notícias e que não tenha aparecido nos jornais, e agradeço meus amigos da mídia pela compreensão que essa foi a melhor maneira para que eu lidasse com o que foi o período mais difícil da minha vida.”

A notícia foi recebida com decepção pelo chefe da Renault, Eric Boullier. O francês, no entanto, elogiou  a postura de seu piloto.

“Todos na equipe estão, claro, muito desapontados hoje. Robert não vai estar na Austrália para o início da temporada, algo que todos esperávamos. No entanto, ele tomou uma decisão muito madura, respeitando os interesses da Renault.”

Boullier ainda deixou claro que isso não significa o fim dos laços entre Kubica e a equipe que se chamará Lotus a partir do ano que vem – e deixou a porta aberta para uma volta, se não para o decorrer da temporada 2012, ao menos para o ano seguinte.

“Como equipe e como família, continuamos apoiando-o em 100% e vamos ajudá-lo o máximo que pudermos. Um programa composto de testes no simulador, em monopostos e na F-1 está o aguardando. Enquanto isso, começaremos a conversar com alguns pilotos para finalizar nossa dupla para o ano que vem o quanto antes.”

“Robert vai lidar com isso passo a passo e voltará a seu carro quando sentir que é o momento certo. “

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias