Kvyat retorna e Gasly fica na Toro Rosso para GP dos EUA

Piloto francês vai correr pela Toro Rosso no GP dos Estados Unidos, enquanto Carlos Sainz se desloca para a Renault para substituir Jolyon Palmer

Jolyon Palmer anunciou neste sábado, após a pré-classificação do GP do Japão, que a corrida de Suzuka seria seu último evento com a Renault, depois de semanas de incerteza sobre seu futuro.

O movimento abriu o caminho para Carlos Sainz substituí-lo na equipe, o que significa que Pierre Gasly - que originalmente era esperado fazer apenas duas corridas com a equipe - poderia ser retido para os demais GPs.

A Toro Rosso confirmou que Gasly permanecerá na equipe em Austin e que vai ignorar a etapa de Suzuka da Super Formula.

Daniil Kvyat, que perdeu seu assento para o francês em Cingapura e no Japão, retornará ao time para o evento de Austin.

"Gostaria de agradecer a Carlos por todos os seus esforços em quase três temporadas de Fórmula 1", disse Franz Tost, chefe da Toro Rosso. "Ele sempre fez o seu melhor, demonstrando uma excelente atitude e compromisso com seu trabalho, o que ajudou ele e nós a obter bons resultados durante esse período. Portanto, em nome de todos na Toro Rosso, desejo-lhe tudo o melhor com o seu novo time. Esperamos ansi-lo para vencê-lo na pista!"

Sainz, que será emprestado pela Red Bull para competir pela Renault em 2018, acrescentou: "Antes de mais nada, gostaria de agradecer à Toro Rosso e Red Bull por terem me permitido a possibilidade de terminar esta temporada com a Renault Sport Racing. Mais especificamente, eu realmente quero agradecer a todos os meus engenheiros e mecânicos por seu apoio e tremendo trabalho durante esses anos”.

"Toro Rosso é composta por um grupo fantástico de pessoas e desejo-lhes apenas o melhor para o futuro. Do meu lado, definitivamente vou fazer o meu melhor na corrida de amanhã... este seria o melhor retorno possível!”

"Além disso, competir nessas quatro últimas corridas com a Renault me dá uma boa oportunidade para conhecer a equipe e o carro mais cedo do que o esperado. Estou ansioso para começar a trabalhar com eles".

A Renault disse que o britânico Palmer e a equipe decidiram acabar com seu relacionamento por "acordo mútuo".

"Gostaria de agradecer a Jolyon por seu compromisso com a equipe e seu profissionalismo", disse o chefe do time, Cyril Abiteboul. "Desde o retorno da Renault à Fórmula 1, Jolyon tem sido altamente dedicado em um ambiente em evolução. Ele mostrou excelentes qualidades pessoais e desejamos-lhe o melhor em sua carreira futura".

Palmer acrescentou: "Foi uma temporada extremamente desafiadora e passei por muito nos últimos três anos, mas foi uma tremenda jornada em geral com a equipe. Eu posso olhar para trás com orgulho da performance na segunda metade da temporada passada, meu primeiro ponto na Malásia e, obviamente, alcançar um sexto lugar em Cingapura neste ano”.

"Eu desejo o melhor à equipe no futuro. Meu foco imediato está agora em alcançar o melhor resultado possível no GP do Japão, e então eu posso avaliar minhas opções para o futuro".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Carlos Sainz Jr. , Daniil Kvyat , Pierre Gasly
Equipes Toro Rosso , Renault F1 Team
Tipo de artigo Últimas notícias