Livre dos problemas na Malásia, Massa fala em lutar pelo Q3

Brasileiro se diz contente com modificações feitas pela Ferrari em seu carro, mas reconhece que falta ritmo ao F2012

Massa a bordo do F2012

As mudanças feitas pela Ferrari no carro de Felipe Massa surtiram efeito e brasileiro voltou a se sentir confiante ao volante do F2012. Porém, sua felicidade não foi completa ao ver onde a equipe está em relação aos rivais, e Massa espera “uma luta” para se classificar entre os 10 melhores no treino de amanhã.

Ouvido pelo TotalRace na Malásia, o piloto testou pela manhã as modificações feitas pela Ferrari para que o péssimo desempenho da Austrália, bastante diferente em relação ao companheiro Fernando Alonso, não se repetisse. À tarde, voltou à configuração anterior para se certificar de que estavam no caminho certo. E gostou do que viu.

“A manhã me deixou muito esperançoso porque logo nas minhas duas primeiras voltas passei a virar na casa de 1min39 e o carro estava bem diferente do que a gente tinha na Austrália. Mudamos praticamente tudo. E, na parte da tarde, voltamos a experimentar algumas coisas no caminho do que fizemos em Melbourne e o carro só piorou. No final do treino, já com tanque cheio, a gente voltou um pouco para trás e viu que os números voltaram novamente. Então entendemos bastante coisa para colocar no carro certo amanhã.”

Além da melhora em seu carro, Massa afirmou que o companheiro testou novidades que funcionaram melhor que o esperado.

“Acho que a parte da manhã é interessante e importante para entender o caminho certo para amanhã. Fora isso, o Alonso também experimentou algumas modificações no carro que funcionaram melhor do que deveria e devo usar isso amanhã. Então acho que há bastante para melhorar amanhã e para entender da última corrida.”

O brasileiro explicou que os problemas que teve em Melbourne, quando sofreu com a falta de aderência, tinham a ver com determinadas peças que não apresentaram o rendimento devido.

“Não achava que era um problema de chassi, até porque é muito difícil enxergar. Era um problema de peças que não funcionaram como deveriam e isso foi um ponto que deu para entender bastante.”

O ânimo de Massa só não era maior porque, mesmo com seus problemas resolvidos, o piloto reconhece que a Ferrari não está onde deveria.

“É lógico que o tempo poderia estar melhor. Mesmo estando na direção correta, é melhor quando você vê onde está na tabela de tempos e está em uma posição certa. Mas, independentemente disso, entender o porquê é positivo para amanhã.”

Com isso, o brasileiro espera lutar para se colocar entre os 10 primeiros colocados na classificação do GP malaio, que acontece nesta madrugada.

“A gente viu equipes competitivas. Talvez tenhamos visto a Red Bull um pouco menos competitiva na parte da tarde, talvez andando um pouco mais pesada. É lógico que não é uma briga fácil para entrar no Q3, mas vamos tentar fazer com que isso aconteça.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Malásia
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias