Magnussen sobre chance na Renault: "mal posso acreditar"

Demitido pela equipe McLaren no ano passado, dinamarquês promete: “eles estão aqui para ganhar e é um objetivo que compartilho”

Após os patrocínios de Pastor Maldonado não conseguirem bancar a vaga do venezuelano na Renault, quem ganhou uma grande chance foi Kevin Magnussen. O piloto do carro 20 atuará em 2016 ao lado de Jolyon Palmer no time francês e não poderia estar mais feliz.

"É uma sensação incrível e isso significa muito", disse Magnussen.

"Não é apenas um lugar na Fórmula 1, é um bom cockpit. A Renault Sport estará lutando por campeonatos mundiais no futuro. Talvez possa ter uma fase de construção, mas eles estão aqui para ganhar e este é um objetivo que eu compartilho."

"Mal posso acreditar que sou parte disso agora."

Magnussen chegou à Fórmula 1 com a McLaren em 2014, mas acabou relegado a um papel de reserva para 2015 devido ao retorno de Fernando Alonso. No fim do ano ele saiu da equipe.

Refletindo sobre os acontecimentos, Magnussen disse: "tem sido a construção do meu caráter.”

"Eu tive uma boa temporada em 2014, senti que fui muito bem contra um campeão mundial (Jenson Button). Ser substituído no ano seguinte foi difícil, mesmo que a dupla de pilotos da equipe fosse ser muito forte.”

"Eu corri em todos os anos desde que tinha seis anos. Ficar do lado de fora certamente não era parte do meu plano.”

"Espero que prove bastante em 2016. Estou extremamente motivado depois de um ano inteiro de distância. Estive de fora durante tantas corridas que estou com fome de voltar e provar que valho a pena.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Kevin Magnussen
Tipo de artigo Últimas notícias