Mais maduro, Hamilton quer acabar com seca em Interlagos

Inglês acredita que está muito melhor do que quando foi campeão em 2008: "Vejo-me mais equipado"

 O líder do campeonato, Lewis Hamilton, chega ao Brasil em uma situação aparentemente confortável: sabendo que, mesmo que chegue em segundo, atrás do companheiro Nico Rosberg, nas duas etapas que faltam para o final do ano, será bicampeão do mundo. Mais do que isso, sente-se bem com sua evolução desde que viveu o momento mais importante na carreira, aqui mesmo em Interlagos, há seis anos, quando conquistou o primeiro título.

“Vejo uma grande diferença em relação ao piloto que eu era em 2008. Muito disso tem a ver com meu crescimento como piloto, mas acho que a maior diferença é em relação a como eu cresci como pessoa”, disse Hamilton, ouvido pelo TotalRace.

[publicidade] Porém, o inglês reconhece que se incomoda por nunca ter vencido a corrida em Interlagos. “Sinto-me bem chegando nesse final de semana – claro que é sempre bom chegar após uma vitória. Mas sei que esse final de semana será tão duro (ou até pior) quanto qualquer outro. Sei que Nico virá forte e é uma pista em que nunca venci. Como vou mudar isso?”

Vindo de cinco vitórias consecutivas na temporada, o piloto da Mercedes tem provavelmente sua melhor chance da carreira para mudar essa sina paulistana.

“Tive essa sensação boa por todo o ano – depois da primeira corrida eu tive quatro vitórias seguidas. Olhando para trás, vi que o importante é voltar mais forte quando você tem um final de semana difícil, como aconteceu ao longo da temporada. A questão é como você faz com que os negativos se tornem positivos e utilizar essa energia para melhorar”, explica.

Perguntado sobre o que mudou seu ano, o inglês negou que tenha sido a corrida de Spa, quando foi tocado pelo companheiro e abandonou. Sua sequência de vitórias começou na prova seguinte, na Itália.

“Não tirei nenhuma positividade de Spa. Mas, depois disso, a vitória em Monza foi importante. E isso ajuda. Ao menos tempo, quando você chega para uma nova corrida, tem de enfrentar as mesmas ou até mais dificuldades e obstáculos. A diferença é que me sinto mais equipado para lidar com essas questões.”  
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias