Mercedes: “Estresse mental” de 2018 foi amplificado por rivais

compartilhar
comentários
Mercedes: “Estresse mental” de 2018 foi amplificado por rivais
Scott Mitchell
Por: Scott Mitchell
Co-autor: Ducati Press
3 de dez de 2018 10:59

Chefe da equipe alemã fala que ritmo de Ferrari e Red Bull se aproximou de seu time perigosamente durante este ano

O chefe da equipe da Mercedes, Toto Wolff, disse que o "estresse mental" de lidar com os esforços mais competitivos de Ferrari e Red Bull tornou 2018 muito difícil.

Todos os 10 títulos de pilotos e construtores desde o início da era turbo-híbrido V6 na F1, iniciada em 2014, foram ganhos pela Mercedes, com Lewis Hamilton se tornando pentacampeão mundial nesta temporada.

No entanto, a Mercedes teve que superar uma revigorada Ferrari – que teve sua temporada mais forte em uma década – e conquistou seus títulos no final quando a Red Bull se tornou uma postulante real a vitórias.

Isso significou que a Mercedes conquistou o quinto título consecutivo na categoria Carro de Corrida do Ano no Autosport Awards de 2018, onde o próprio Wolff recebeu o prêmio John Bolster por supervisionar mais dois títulos da equipe.

Wolff disse: "Houve muitos altos e baixos [em 2018]”.

"Nunca ficou claro se o carro ou o nosso time eram bons o suficiente. Vencemos novamente ao longo de duas ou três corridas, mas então a Ferrari voltou.”

"No final da temporada, foi a Red Bull que chegou de repente. Foi a partir do estresse mental, além do estresse físico, que fez esta ser uma temporada muito difícil".

Wolff disse que as mudanças nas regras aerodinâmicas para 2019 – incluindo asas dianteiras mais simples – significam que a Mercedes não está olhando apenas para um possível novo oponente.

"Ainda mais equipes podem estar na briga, porque os regulamentos são completamente novos e alguém pode encontrar uma brecha como a de Ross Brown em 2009 [com o difusor duplo]", disse Wolff.

"Você nunca sabe. É sempre bom misturar o grid. Espero que os regulamentos tornem as ultrapassagens mais fáceis e nós veremos o resultado em alguns meses."

Toto Wolff with Louise Beckett

Toto Wolff with Louise Beckett

Photo by: Sam Bloxham / LAT Images

Next article
Bottas diz que temporada 2018 foi a pior na F1

Previous article

Bottas diz que temporada 2018 foi a pior na F1

Next article

Sirotkin: Permanência na F1 parecia “muito óbvia”

Sirotkin: Permanência na F1 parecia “muito óbvia”
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Mercedes Shop Now
Autor Scott Mitchell