Motor de Alonso não teve problemas em Spa, diz Honda

Fabricante diz não ter encontrado nada de irregular nos dados, o que levanta teorias de que espanhol abandonou GP da Bélgica de propósito

A Honda afirmou que não encontrou nada em seus dados que sugerisse que Fernando Alonso teve problemas com seu motor durante seu abandono no GP da Bélgica.

Alonso teve uma tarde frustrante em Spa-Francorchamps, já que despencou no pelotão graças à falta de velocidade final.

Sua insatisfação com a situação ficou clara com uma série de mensagens pelo rádio, onde expressou que era difícil aceitar a falta de potência que tinha.

Quando estava longe da zona de pontuação, perto do fim do pelotão, Alonso perguntou à equipe sobre a possibilidade de qualquer chuva durante a corrida, o que poderia lhe dar a chance de alcançar um bom resultado.

Contudo, a equipe respondeu que não havia a indicação de chuva no radar. Pouco depois, Alonso reduziu a velocidade, foi aos boxes e disse: “Problema com o motor. Problema com o motor.”

A Honda indicou, no entanto, que não havia nada de errado com a unidade de potência, o que faz surgir teorias conspiratórias de que Alonso abandonou de propósito.

O chefe da Honda na F1, Yusuke Hasegawa, disse: “Ele entrou no rádio e reportou aquilo que pensamos ser um problema com o carro, e, apesar de nada ter sido mostrado nos dados, decidimos parar o carro como precaução.”

Alonso segue convencido, no entanto, que parou devido a uma quebra.

“Com certeza não é fácil correr assim, já que você não consegue ter boas batalhas roda a roda. Foi uma tarde difícil, onde não fomos competitivos em ritmo de corrida”, disse.

“O carro estava lento demais nas retas e era impossível ter disputas, então os pontos eram impossíveis. No fim, tivemos de parar devido a um problema com o motor.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Pista Spa-Francorchamps
Pilotos Fernando Alonso
Equipes McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias