OPINIÃO: RBRs dividem culpa, mas Verstappen é reincidente

compartilhar
comentários
OPINIÃO: RBRs dividem culpa, mas Verstappen é reincidente
Por: Gabriel Lima
30 de abr de 2018 10:59

Ricciardo e Verstappen erraram em Baku, porém holandês se envolveu no quarto incidente seguido na temporada 2018

Max Verstappen, Red Bull Racing RB14 Tag Heuer, Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14 Tag Heuer
Race retiree Max Verstappen, Red Bull Racing walks away
Max Verstappen, Red Bull Racing RB14 and Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14 crash
Race retiree Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14 at the start of the race
Max Verstappen, Red Bull Racing RB14 and Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14 crash
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14 Tag Heuer, on the grid
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14 Tag Heuer, battles with Max Verstappen, Red Bull Racing RB14 Tag Heuer

O acidente de Max Verstappen e Daniel Ricciardo certamente foi o ponto mais polêmico do GP do Azerbaijão. Mas de qual dos dois é a culpa?

O australiano, se utilizando do DRS e do vácuo do holandês, fez uma de suas características ‘danças’ – movendo seu carro de um lado para o outro – tentando enganar Max na aproximação da curva 1 do circuito de Baku. Já Verstappen, repetiu uma manobra que lhe rendeu má fama na F1, se movendo durante a zona de frenagem e após já ter se mexido uma vez para se defender da primeira manobra da ‘dança’ de Ricciardo.

De um lado, Max se moveu duas vezes na defesa da curva. Do outro, Ricciardo – sempre tão preciso em suas manobras de ultrapassagem – acabou sendo agressivo, se comprometeu demais com o lado interno da curva e não pôde tomar ação evasiva quando viu que concluir a manobra não era possível.

No fim, nenhum dos dois é completamente inocente e nem completamente culpado. Max fez algo tido como ilegal na F1, apesar de não estar expresso no regulamento esportivo da FIA: moveu-se duas vezes para defender uma posição. E Daniel, provavelmente frustrado por ter sido devolvido à pista atrás de Verstappen depois de tê-lo superado anteriormente, passou do ponto em seu ataque.

Resta saber qual será o desdobramento do episódio internamente na Red Bull, que sempre deixou seus dois pilotos lutarem na pista e pouco utilizou ordens de equipe desde que entrou na F1, em 2005. Já a relação entre a dupla, tida como uma das mais carismáticas do grid atual, tende a esfriar depois do episódio. Aguardemos os próximos capítulos.

No entanto, Max Verstappen definitivamente não vem em boa fase. Neste ano, o toque com Ricciardo em Baku é o quarto incidente em quatro corridas.

No Bahrein, o toque com Lewis Hamilton ainda no início da prova o tirou pontos importantes. Na China, a afobação para cima de Hamilton e a batida em Sebastian Vettel lhe tiraram um pódio certo. E no Azerbaijão, um novo incidente – o mais sério deles.

Ok, Max ainda tem apenas 20 anos. No entanto, já possui 64 GPs nas costas. Está na hora de dar o próximo passo e deixar de ser um ‘imã’ de confusões. Talento ele tem de sobra, só falta agir com mais Inteligência. A reincidência, neste caso, não é obra do acaso.

Confira os dez momentos mais marcantes do GP do Azerbaijão

 

Próxima Fórmula 1 matéria
Grosjean: esbarrão em botão do volante originou acidente

Previous article

Grosjean: esbarrão em botão do volante originou acidente

Next article

Lauda vê Verstappen “70% culpado” por incidente em Baku

Lauda vê Verstappen “70% culpado” por incidente em Baku
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Daniel Ricciardo Shop Now , Max Verstappen Shop Now
Autor Gabriel Lima
Tipo de matéria Comentários