Pai de Bianchi diz que ainda não consegue ver corridas de F1

Um ano após o acidente que vitimou o filho em Suzuka, Philippe Bianchi afirma que nunca conseguiu ver fotos da batida

Em entrevista à BBC um ano após o acidente, o pai de Jules Bianchi se confessou ainda muito abalado com a morte de seu filho. Philippe diz que ainda não consegue assistir à corridas na TV. "Talvez em alguns meses, alguns anos, eu possa voltar a ver os GPs, eu não sei. Mas neste momento é muito difícil.”

"É um momento difícil porque marca um ano agora que Jules teve seu acidente, e esta semana não é uma boa semana para a família Bianchi. Jules tem sua falta muito sentida por toda a família, todos os fãs e todos os amigos. É muito difícil."

Ele também disse que não conseguiu assistir aos vídeos do acidente, no momento em que Jules atingiu um trator.

"Eu não sei o que aconteceu porque não quero ver o vídeo do incidente. Talvez queira em um mês, dois meses ou seis meses. Eu não sei", disse ele.

"Eu não pude ver as fotos do acidente de Jules. É impossível que eu diga algo sobre o acidente, porque é muito difícil para mim ver o vídeo."

Sem chance de recuperação

Embora Jules Bianchi tenha passado nove meses em coma, Philippe disse que acreditava que seu filho nunca se recuperaria. E estando tão perto de seu filho, foi uma coisa particularmente difícil de se lidar.

"Quando os meses passam e você vê Jules todos os dias igual, compreende que não seria possível para ele voltar. O dano foi muito grande", disse ele.

"O problema quando Jules teve esse acidente, é que acho que sua cabeça e seu cérebro foram destruídos pelos danos. Você tem duas coisas - o neurológico e o físico. Jules teve uma presença física muito grande. Acho que ele se manteve vivo porque fisicamente era muito forte.”

"Acho que Jules está comigo agora, mas é difícil porque ele telefonava para mim e para a mãe todos os dias. Agora faz um ano que não posso falar com Jules e sua mãe também não pode falar com ele."

"E por nove meses eu não pude tocá-lo e não pude dar-lhe um beijo. Mas Jules era um menino muito bom, ele estava muito perto de sua família. É terrível."

Ideia de uma fundação

Philippe Bianchi disse que ele quer, eventualmente, criar uma fundação em memória de seu filho que visaria ajudar jovens pilotos.

"Ele estava no automobilismo desde que tinha três anos, na minha pista de kart. Por toda a sua vida que ele amou o esporte a motor", explicou.

"Eu quero fazer uma fundação para ajudar jovens pilotos que não tenham dinheiro e que precisem de algumas pessoas para conseguir experiência no kart."

"Falo com muitos pilotos de Fórmula 1 e tenho certeza que eles querem me ajudar, porque acho que todos os pilotos estão muito emocionados por este incidente dramático. Mas sei que muita gente ajudaria - patrocinadores e pilotos de Fórmula 1.”

"Eu tenho certeza que posso fazer algo de bom por Jules. É importante agora, porque Jules não está aqui, mas é difícil porque sentimos muita falta dele."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Japão
Pista Suzuka
Pilotos Jules Bianchi
Equipes Manor Racing
Tipo de artigo Últimas notícias