Para Sutil, carros de 2014 serão mais difíceis de pilotar

Feliz na Sauber, alemão reconhece que único ponto negativo de seu novo time é a falta de um simulador

O alemão Adrian Sutil é um dos pilotos que vai para o primeiro teste com o carro de 2014, em Jerez, em duas semanas, no escuro, pois sua nova equipe, a Sauber, não tem um simulador. Porém, o piloto está animado com o novo desafio – e a nova casa.

“Não temos um simulador no momento, é o único ponto negativo. O carro parece bom, mas não temos referência. O bico é bem estranho, mas todos estão no mesmo barco”, afirmou à Sky Sports. “Vamos ver como as coisas correrão em Jerez. Nem todos terão o pacote inteiro, mas é um novo carro, uma nova equipe, novas regras, então estou muito animado.”

Sobre o novo carro, Sutil ainda tem poucas informações. “Espero que o carro seja um pouco mais lento. Será mais complicado de pilotar, mas um pouco mais rápido de reta – é tudo o que eu sei no momento.”

O alemão, que estava na Force India desde a primeira temporada da equipe, em 2008, tendo corrido anteriormente pela Spyker, que contava com a mesma estrutura do time indiano, afirmou que sonhava ir para a Sauber.

“Mantivemos contato desde fevereiro de 2012 e no final do ano senti que precisava de mudança. A Sauber é uma equipe muito, muito boa para ir. A fábrica é perto de onde eu moro, eu realmente gosto de não ter de viajar muito – só levo uma hora para chegar lá e posso usar esse tempo de forma mais eficiente. Era meu sonho ir para lá.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Adrian Sutil
Tipo de artigo Últimas notícias