Para Toto Wolff, Susie Wolff “tem talento para ser titular"

Chefe da Mercedes e marido de ex-contratada da Williams acredita que ela não teria decepcionado se tivesse sido titular em uma equipe do meio do pelotão

Após passar mais uma temporada apenas como piloto de desenvolvimento da Williams, participando apenas de duas sessões de treinos livres - na Espanha e na Grã-Bretanha - Susie Wolff resolveu pendurar o capacete e encerrou a carreira sem ter o gosto de participar de uma corrida de Fórmula 1.

Embora a ambição de Susie em se tornar a primeira mulher a largar na F1 desde Lella Lombardi, em 1975, tenha chegado ao fim, Toto Wolff, chefe da Mercedes e marido da ex-piloto não tem dúvida de que ela merecia uma chance como titular. O dirigente vai além e diz ter certeza de que ela se sairia bem. 

“Sinto muito por ela não ter recebido uma oportunidade de correr, pois tenho certeza de que ela tem talento para ser titular em uma equipe do meio do pelotão", disse Toto ao diário austríaco Tiroler Tageszeitung, destacando ainda que ter uma mulher como titular seria bom para ampliar a imagem da categoria.

“Teria sido bom para a F1 ter uma piloto, pois parte da mídia que normalmente ignora o esporte a motor  poderia acabar se interessando. Foi uma oportunidade que se perdeu. Como marido, não notei nenhuma diferença nela após a aposentadoria. Ela está em paz com a decisão que tomou", afirmou.

Após se aposentar, Susie Wolff se dedica a impulsionar a carreira de jovens mulheres que buscam consolidar a carreira no esporte a motor através do programa Dare To Be Different ("Ouse ser Diferente", em português).

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Susie Wolff
Equipes Williams
Tipo de artigo Últimas notícias