Renault planeja grande pacote de avanços no segundo semestre

compartilhar
comentários
Renault planeja grande pacote de avanços no segundo semestre
Charles Bradley
Por: Charles Bradley
Traduzido por: Gabriel Lima
6 de ago de 2015 14:00

Diretor esportivo da montadora, Remi Taffin diz que fábrica irá se focar em grande avanço na unidade de potência

Renault Sport F1 logo
2015 Renault Energy F1 motor
Remi Taffin, chefe de operações da Renault na F1
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR10 and Daniil Kvyat, Red Bull Racing RB11
Daniil Kvyat, Red Bull Racing RB11
Daniil Kvyat, Red Bull Racing
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB11

Mesmo com o início de temporada complicado em 2015, a Renault não se diz ansiosa por fazer mudanças em seu pacote. Segundo Remi Taffin, chefe da montadora na Fórmula 1, a fábrica deverá apenas colocar avanços expressivos na pista.

"Vamos tentar fazer o máximo que pudermos de uma só vez para dar o grande passo", disse Taffin ao Motorsport.com. "Não vai ser em Spa e nem em Monza - talvez vá ser em Cingapura, Rússia ou a corrida depois. Será um grande avanço, algo que poderá se ver claramente no tempo de volta.”

"Ou você entra em uma temporada dando grandes passos ou com pequenos passos. E às vezes pequenos passos saem mais caros do que os grandes passos, porque você pode se concentrar em grandes atualizações. É isso que temos feito.”

"Se teremos a grande atualização em 2015 ou 2016, é porque nós começamos mais tarde do que gostaríamos. O fato é que também temos algumas novas peças sendo testadas no dinamômetro, e já podemos ver o desempenho delas lá."

Metas realistas

Embora Taffin esteja esperançoso neste grande passo em Outubro, ele não espera que com o salto de desempenho a Red Bull passe a brigar com a Mercedes.

"Não vamos estar tão bem assim – não acho que teremos um motor melhor do que a Mercedes até o final da temporada. Mas este não é o objetivo", disse Taffin.

"Nós sabemos onde estamos e sabemos onde queremos estar na próxima temporada, e este passo nós queremos dar mais tarde neste ano e faz parte do plano de recuperação. Você tem de ser cauteloso e organizado."

"O que usarmos no final deste ano vai ser algo que continuaremos a usar para a próxima temporada. Isso é o que nós chamamos de programa principal, mas há ainda alguns programas paralelos, e não há desenvolvimento que você siga se não parecer promissor."

Pequenos passos

A Renault continua melhorando seus motores na tentativa de maximizar o seu desempenho até que uma grande atualização se torne disponível.

"A cada corrida tentaremos colocar mais desempenho", disse Taffin. "Eu acho que de Spa e Monza em diante vamos estar no melhor de nosso potencial, mas você tem de ter em mente que podemos usar um novo combustível e coisas assim, e não precisamos de tokens para isso.”

"Corremos na Hungria com um novo combustível da Total, que faz parte do programa de desenvolvimento. O plano está lá. O fato é que temos algumas partes no dinamômetro, e nós vemos progresso, mas até que tenhamos certeza de que o grande passo está pronto, não vamos colocá-lo no carro ".

Próxima Fórmula 1 matéria
Honda culpa “efeito dominó” por problemas na unidade

Previous article

Honda culpa “efeito dominó” por problemas na unidade

Next article

Gutierrez sobre passagem na Sauber: "Estava no lugar errado e na hora errada"

Gutierrez sobre passagem na Sauber: "Estava no lugar errado e na hora errada"
Load comments