Renault não teme ser superada pela McLaren em 2018

compartilhar
comentários
Renault não teme ser superada pela McLaren em 2018
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
Traduzido por: Daniel Betting
18 de out de 2017 17:51

Equipe francesa insiste que não está "com medo" de ser batida pela McLaren, que passará a usar seus motores em 2018

Zak Brown, Executive Director, McLaren Technology Group, shakes hands with Cyril Abiteboul, Managing Director, Renault Sport F1 Team
Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team RS17
Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team RS17
Fernando Alonso, McLaren MCL32, Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32
Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team RS17, Pascal Wehrlein, Sauber C36
Fernando Alonso, McLaren MCL32, Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Jolyon Palmer, Renault Sport F1 Team RS17, Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR12

Com a McLaren tendo perdido a fé na Honda após três anos de dificuldades, um acordo foi alcançado e a Toro Rosso trocou parceiros de motores para 2018.

O diretor-geral da Renault, Cyril Abiteboul, admitiu que o movimento da McLaren provocou algumas preocupações no fabricante de automóveis francês sobre potencialmente entregar a um rival forte a oportunidade de ultrapassá-lo em 2018.

Mas ele diz que conseguiu conquistar os céticos, explicando que o movimento foi o melhor para a equipe de trabalho da Renault.

"Havia algumas preocupações, então era importante explicar também a todos, incluindo internamente e Enstone, que a filosofia não está mudando", disse Abiteboul em uma entrevista exclusiva ao Motorsport.com.

"Não estamos dando as costas ao fato de que o único objetivo do nosso programa de F1 é posicionar a equipe de fábrica da Renault no mais alto nível”.

"Precisamos pensar em estratégia, precisamos pensar em táticas, e não é segredo que aceitar apoiar uma ‘dança das cadeiras’ nos motores criou mais opções - incluindo a opção em Carlos Sainz, que não estaria disponível de outra forma”.

"O meu estilo de gestão é ser inclusivo, então eu tendo a compartilhar com o grupo de gerenciamento em Enstone e Viry o que fazemos e por que estamos fazendo isso”.

"Agora, acho que todos estão a bordo do por que estamos fazendo isso, e não temos medo da McLaren. Porém, se quisermos manter nosso plano e lidar com as ambições que são apresentadas, temos que ser capazes de bater todos”.

"Além disso, estamos trabalhando e mudando clientes, e mudar a maneira como estamos trabalhando, o que é bom".

Sem dores de cabeça

Embora inflexível que se alinhar com a McLaren em 2018 é uma coisa boa para o time, Abiteboul admite que havia certas condições que deveriam ser cumpridas antes que o acordo pudesse continuar.

"Não estávamos desesperados e não queremos dor de cabeça com nossas atividades de motores de clientes", disse Abiteboul.

"Queremos trabalhar com equipes que são profissionais, que são leais, e temos uma longa relação com a Red Bull e um pouco de ida e volta com Toro Rosso. É um relacionamento que teve seus altos e baixos, mas está funcionando - e é por isso que não estávamos desesperados para quebrar esse relacionamento”.

"Nós apenas decidimos entreter uma mudança de cliente - porque primeiro não deveria ser à custa do projeto técnico. Então, não queríamos mais do que os clientes atuais: não mais de três equipes no total usando os motores Renault. Tinha que ser uma troca”.

"E nós só queríamos fazer isso sob certas condições - em particular as condições econômicas. Além disso, também tinha que servir a uma estratégia, posicionar a equipe de trabalho da Renault no mais alto nível. Quando tudo isso estivesse alinhado, era um acordo bastante direto realizar."

Próxima Fórmula 1 matéria
Olho na taça: o que Hamilton precisa para ter título nos EUA

Previous article

Olho na taça: o que Hamilton precisa para ter título nos EUA

Next article

Parceria com Honda é "um grande momento" para a Toro Rosso

Parceria com Honda é "um grande momento" para a Toro Rosso
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes McLaren Shop Now , Renault F1 Team
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias