Renault temia críticas da Red Bull se não cedesse motor novo

compartilhar
comentários
Renault temia críticas da Red Bull se não cedesse motor novo
30 de ago de 2018 12:50

Chefe da equipe francesa diz que novidade que RIcciardo estreará em Monza vem acompanhada de risco de problemas mecânicos

O chefe da Renault F1, Cyril Abiteboul, admite que a empresa teve que superar o medo de críticas públicas da Red Bull antes de disponibilizar seu novo motor Spec C para o time no GP da Itália.

Abiteboul admite que a nova especificação vem com alguns riscos de confiabilidade. Por isso, a equipe de francesa não vai usá-la enquanto tenta consolidar seu quarto lugar no campeonato.

No entanto, a Red Bull e a McLaren tiveram a opção de assumir esses riscos. O time austríaco decidiu correr com a nova unidade em Monza, inicialmente no carro de Daniel Ricciardo. Abiteboul continua frustrado com os comentários feitos sobre a Renault pelo chefe da Red Bull, Christian Horner, depois que Max Verstappen abandonou em Budapeste.

Isso levou a Renault a pensar seriamente em liberar a nova especificação, porque havia medo de que, se não fizesse isso, voltasse a enfrentar críticas.

"Este é exatamente o problema", disse Abiteboul ao Motorsport.com. "De fato, o precedente da Hungria está me incomodando um pouco, e pode ser uma mudança no que diz respeito a como estamos deixando nossos clientes fazerem o que quiserem”.

"Em teoria, a Red Bull está sempre dizendo que é tudo desempenho e eles podem aceitar a confiabilidade, mas como eu lidei com isso, sabendo como eles reagiram em Budapeste ao problema que temos no MGU-K?"

No entanto, Abiteboul está mais relaxado depois de discutir os comentários com Horner e Helmut Marko em Spa.

"Nós só temos que esperar que Christian não esteja na Sky (TV inglesa) quando eles tiverem um problema. Nós discutimos sobre isso e eles aceitam o fato de que eles estão um pouco empolgados.”

"Eu entendo isso, eu entendo a emoção, mas também preciso pensar no fato de que uma vez que algo é dito, é muito difícil retroceder, e isso permanece apesar de um pedido de desculpas que vem alguns dias depois, como aconteceu depois de Budapeste. Não apaga algo dito no calor do momento. Estamos todos aprendendo, então vamos seguir em frente e dar o nosso melhor com o spec C pelo resto da temporada."

Abiteboul admitiu que o fim de semana ruim em Spa – onde ambos os carros da Renault largaram atrás – ajudou a justificar a decisão do time de Enstone de ficar com o Spec B.

"Dada a nossa situação difícil, precisamos estar tão focados na confiabilidade. Vemos o que acontece quando você tem uma penalidade de grid, que é uma consequência da confiabilidade, e não uma questão de desempenho. Essa é uma demonstração exata de por que tomamos a decisão que tomamos.”

"A Red Bull vai aceitar, espero que seja uma recompensa positiva pelo esforço colocado nisso, e também algumas informações interessantes para o futuro do nosso programa. A McLaren não vai aceitá-lo porque as mudanças que precisam ser feitas em seus chassis seriam bastante substanciais. Eles optaram por não fazer isso."

Próxima Fórmula 1 matéria
Vettel: volante de Kimi contribuiu com acidente em Milão

Previous article

Vettel: volante de Kimi contribuiu com acidente em Milão

Next article

Hamilton desfalca dia em Monza por “compromissos pessoais”

Hamilton desfalca dia em Monza por “compromissos pessoais”
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing Shop Now , Renault F1 Team
Tipo de matéria Últimas notícias