Ricciardo diz que buscou entender razões de acordo RBR-Honda

compartilhar
comentários
Ricciardo diz que buscou entender razões de acordo RBR-Honda
Por: Scott Mitchell
Co-autor: Edd Straw
12 de jul de 2018 10:36

Daniel Ricciardo afirmou que era importante para ele entender que a Red Bull não escolheu os motores Honda para a temporada de 2019 somente porque “deu merda com a Renault”.

Daniel Ricciardo, Red Bull Racing
Max Verstappen, Red Bull Racing RB14, leads Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14
Pierre Gasly, Toro Rosso STR13
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14, leads Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18
Mechanics cheking the car of Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14

Ricciardo ainda não assinou um novo contrato com a Red Bull, mas há a expectativa de sua permanência com a equipe, que trocará as unidades da Renault pelos Honda na próxima temporada.

Questionado pelo Motorsport.com se ele estava completamente convencido com a Honda, Ricciardo disse: “Acho que, provavelmente, até eu guiar um Honda, não saberei [100%].”

“Eu ouvi a equipe mais de uma vez e eles me deram os motivos. O importante para mim é entender por que eles fizeram isso. Não pode ser algo puramente na emoção, como ‘deu merda com a Renault, sei lá, e estamos fazendo isso porque queremos mudar’.”

“Eles obviamente fizeram a tarefa de casa e acreditam fortemente que é algo bom, não apenas uma decisão emocional.”

“Eles fizeram o que podem para tentar me encorajar para fazer isso acontecer.”

O chefe da Red Bull, Christian Horner, disse que Ricciardo não precisou ser muito convencido da decisão sobre a Honda.

Ele disse: “Nós sentamos e explicamos as razões por trás da mudança que fizemos.”

“A realidade é que é a hora para uma mudança. Estamos fazendo a mesma coisa ano após ano, vimos progresso real com a Honda e parece que é o momento certo de nossa evolução estar em uma rota diferente.”

Equipe júnior da Red Bull, a Toro Rosso vem usando motores Honda em 2018, sendo que a foi a atualização do motor da fabricante no Canadá que selou a mudança para a equipe austríaca.

Contudo, Pierre Gasly, da Toro Rosso, reclamou durante o fim de semana do GP da Grã-Bretanha que a Honda lhe custava quase 1s em termos de velocidade final na reta.

Ricciardo minimizou o impacto que este fato teria em sua fé na Honda para 2019, afirmando depois da classificação: “Bem, eu diria que estamos perdendo algo similar [com a Renault].”

Seu parceiro, Max Verstappen, declarou por várias vezes que o motor Renault estava lhe custando 1s em Silverstone, classificando como “trágico” o déficit apresentado na corrida.

Leia também:

A inabilidade da Renault em se equiparar com Ferrari e Mercedes na atual era turbo híbrida, de 2014 para cá, se mostrou uma frustração constante para a Red Bull e seus pilotos.

A fabricante francesa introduziu um novo modo de alta potência para o GP da Áustria, mas Ricciardo minimizou o impacto disso.

“Eu me mantenho calmo e não fico empolgado demais. É fácil ficar decepcionado se você pensa que será tão bom. Se for melhor, é melhor, e nós aceitaremos tudo o que pudermos.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Williams busca solucionar reação “catastrófica” de nova asa

Previous article

Williams busca solucionar reação “catastrófica” de nova asa

Next article

GALERIA: Veja clássicos da F1 na pista de Silverstone

GALERIA: Veja clássicos da F1 na pista de Silverstone

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Daniel Ricciardo Shop Now
Equipes Red Bull Racing
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias