Ricciardo: Red Bull precisa lutar pelo título para eu ficar

Com exclusividade ao Motorsport.com, australiano reforça importância de 2018 em sua carreira, já que será o último ano de seu atual contrato com a equipe

Daniel Ricciardo afirmou que a Red Bull precisará dar um grande passo à frente em 2018 para convencê-lo a permanecer na equipe após o término de seu atual contrato.

O australiano está comprometido com a Red Bull até o fim do ano que vem, e está ciente de que o próximo acordo que vier a assinar será importante em sua busca de seu primeiro título mundial.

Após ter sido especulado tanto em Mercedes quanto em Ferrari em longo prazo, Ricciardo deverá ser um alvo de várias equipes ao fim do próximo ano, mesmo que tenha indicado que seu cenário ideal seja a conquista do título com seu atual time.

Em entrevista exclusiva ao Motorsport.com durante um evento para promover seu projeto Ricciardo Kart, o vencedor do GP do Azerbaijão afirmou que uma chance real de tentar o título é tudo o que importa para ele, mesmo que tenha admitido ter certa impaciência para ter o carro que possa permitir isso.

“Eu passei por aquela fase de impaciência, com certeza, e ainda estou na beira dela, porque não quero deixar a F1 sem um campeonato”, disse Ricciardo.

“Pelo menos agora, ainda acredito que eu consiga fazer isso. Estou em busca disso, quanto antes, melhor.”

“Eu pensei que teríamos uma ótima chance neste ano, mas acabou não sendo assim. Ainda assim conseguimos conquistar alguns pódios, mas não estamos na caça ao título, então isso precisa acontecer com a Red Bull no próximo ano – pelo menos do meu ponto de vista.”

“Estou aqui já há alguns anos e acho que, na próxima temporada, precisamos dar um passo à frente maior do que demos neste ano para me convencer de que posso vencer com eles.”

“Se eu quero vencer com eles? Claro. Acho que isso completaria a história. Seb [Vettel] conseguiu completá-la, e ele é o único cara. Então, meu coração adoraria isso, mas vamos ver.”

“Quero ter uma oportunidade para poder vencer em todas as semanas, enquanto eu acredito que ainda estou no meu auge.”

Livre de contratos

Acredita-se que a disponibilidade de Ricciardo para 2019 seja um dos principais fatores pelos quais Mercedes e Ferrari não queiram assinar contratos de longa duração com seus atuais pilotos.

Na Ferrari, Kimi Raikkonen tem um acordo de apenas um ano, até o fim de 2018, enquanto que a Mercedes ainda precisa garantir Valtteri Bottas para a temporada que vem.

Ricciardo disse que a opção de trocar de equipe em 2018 era algo novo para ele, já que trata-se da primeira vez em sua carreira na F1 que ele terá a escolha do que fazer – até agora, sua carreira tem sido conduzida pela Red Bull.

“Acho que, independentemente do que eu escolher, vamos dizer que tenho decisões a tomar uma vez que meu contrato com a Red Bull esteja encerrado”, disse.

“É a primeira vez em minha carreira profissional que eu estou livre. É algo que nunca tive antes. Estive com a Red Bull desde o começo e tem sido incrível.”

“Mas também cabe a eles para ver se querem continuar, e, assim, acho que será uma decisão que será a melhor.”

Ele acrescentou: “O próximo contrato que eu assinar, seja uma extensão ou um novo, não deverá ser de apenas um ano. Será provavelmente por três. Então, esse é um passo importante em minha carreira.”

“Com certeza é algo sobre o qual pensarei muito. Mas, no fim das contas, quero estar em um lugar onde possa ter boa chance de sucesso e de vitória, mas também é um ambiente que quero gostar.”

“Boa parte do meu sucesso é devido ao fato de que eu me divirto no esporte. Sinto que nem todos estão se divertindo como deveriam, então isso é importante para mim.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Daniel Ricciardo
Equipes Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias