Sainz deixa GP da Rússia "com raiva”

compartilhar
comentários
Sainz deixa GP da Rússia
Por: Redacción
Traduzido por: Daniel Betting
30 de set de 2018 15:12

Piloto espanhol da Renault terminou o GP da Rússia em 16º, depois de correr com o carro danificado por toque de Sirotkin

Carlos Sainz sofreu no GP da Rússia desde os primeiros estágios. O espanhol largou bem com o pneu macio da Pirelli da 11ª posição, passando vários carros que estavam com o hipermacio na primeira curva, mas um toque de Sergey Sirotkin estragou seu domingo.

O impacto da Williams deixou seu Renault RS18 danificado e o espanhol não conseguiu fazer mais do que tentar ajudar Nico Hulkenberg, segurando os carros que vinham atrás.

"Foi muito difícil, muito difícil de aceitar. Eu saí com os penus macios melhores que todos os que iam de hipermacio, eu pude passar dois deles na freada, então um toque de Sirotkin me tirou, eu não notei o toque, mas me deu e quebrou todo o pontão direito, o assoalho do lado direito", disse Sainz aos microfones da Movistar + F1.

Leia também:

"Eu sabia que ia ser uma corrida longa, porque perdi não sei quantos pontos de downforce, o equilíbrio do carro não me permitia fazer curvas direito e de lá em diante foi uma corrida de tentar segurar os Haas e a os Sauber para que Nico abrisse uma diferença sobre eles, mas o carro estava tão ruim que me custou muito".

Finalmente, Sainz caiu para o 16º lugar depois de parar na 33ª volta colocar os ultramacios. O espanhol não melhorou depois disso e ficou sem pontos após duas corridas consecutivas em oitavo.

"Eu tentei reter os Force India, Haas e a Sauber... eu não tive nada para fazer hoje na corrida, era impossível para mim pontuar, o carro era um segundo ou um segundo e meio mais lento do que eu fui no fim de semana todo, portanto, foi mais para ajudar a equipe do que qualquer outra coisa", acrescentou o piloto da Renault.

No entanto, Sainz está otimista para o GP do Japão da próxima semana e acredita que a corrida teria sido muito diferente se não tivesse recebido o toque de Sirotkin.

"Sim, tenho certeza de que hoje poderia ter pontuado com um carro normal. Na verdade, Nico tem estado muito próximo. Se levar em conta que eu estava bem à frente de Nico após a largada, talvez eu pudesse ter superado Stroll, os Haas e os Force India. Mas dá muita raiva porque é uma oportunidade perdida e são coisas que acontecem na corrida".

Galeria
Lista

Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team

Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team
1/5

Foto de: Andy Hone / LAT Images

Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18, Sergio Pérez, Racing Point Force India VJM11

Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18, Sergio Pérez, Racing Point Force India VJM11
2/5

Foto de: Sam Bloxham / LAT Images

Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18

Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
3/5

Foto de: Andrew Hone / LAT Images

Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18

Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
4/5

Foto de: Glenn Dunbar / LAT Images

Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18

Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
5/5

Foto de: Mark Sutton / Sutton Images

Próxima Fórmula 1 matéria
Não tinha ritmo para superar Magnussen, admite Pérez

Previous article

Não tinha ritmo para superar Magnussen, admite Pérez

Next article

Vettel defende Mercedes por ordem de equipe na Rússia

Vettel defende Mercedes por ordem de equipe na Rússia
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Localização Sochi Autodrom
Pilotos Carlos Sainz Jr. Shop Now
Equipes Renault F1 Team
Autor Redacción
Tipo de matéria Reactions