Sainz diz que bolhas tornaram Renault um carro "inguiável"

compartilhar
comentários
Sainz diz que bolhas tornaram Renault um carro
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
2 de jul de 2018 22:11

Espanhol disse que equipe precisa encontrar uma solução para seus problemas com pneus

Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18
Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18 sparks

A Renault tem mostrado dificuldades com pneus neste ano, e enquanto outros pilotos também enfrentaram grandes problemas na corrida da Áustria, Carlos Sainz Jr. sofreu mais do que ninguém.

O safety car virtual permitiu que ele descarregasse seus ultramacios após 15 voltas, mas depois de apenas 19 com macios ele estava de volta aos boxes para uma parada não programada, antes de passar os supermacios. Ele finalmente terminou em 12º.

"Infelizmente nossas bolhas chegaram na quinta volta de cada jogo, com exceção do supermacio", disse Sainz ao Motorsport.com.

"Éramos um dos carros mais rápidos do meio de grid, atrás da Haas e das Force Indias. Colocamos os macios, e cinco voltas depois, perdemos desempenho."

"Nunca mais. É algo que precisamos analisar, porque o carro ficou inguiável por 55 das 70 voltas da corrida.”

"Estava vibrando em todos os lugares, eu não conseguia ver os pontos de frenagem. É algo para se entender e analisar."

O editor recomenda:

Sainz estava convencido de que estava fazendo o melhor para proteger os pneus com seu estilo de dirigir: "Eu estava administrando meus pneus mais do que na sexta-feira, e ainda não fazia diferença, então havia algo fundamental com a temperatura da pista e nosso carro.”

"Se tivéssemos o equilíbrio que tínhamos em todo o fim de semana, deveríamos ter terminado à frente da Force India e atrás da Haas.”

"Mas nós não tínhamos o controle, não tínhamos possibilidade de acelerar. Estávamos circulando por aí o dia todo.”

"Acho que nós temos uma chance de resolver isso em Silverstone. Ainda é algo que vimos no nosso carro neste ano, está muito difícil nos pneus.”

"Nossa principal limitação, nosso principal déficit para os demais, se destacou mais que os outros."

O chefe da equipe Renault, Cyril Abiteboul, reconheceu que o time precisa resolver o problema antes do GP da Grã-Bretanha.

"Isso foi uma grande surpresa, não havia nada que pudéssemos ver na sexta-feira", disse ele ao Motorsport.com. "Obviamente, a sexta-feira foi um ambiente muito diferente e na temperatura de pista.”

"Mas também sabemos desde o início da temporada que temos um carro que infelizmente é um pouco duro com pneus. Vimos isso de novo hoje.”

"Eu acho que tem que ser prioridade, porque isso pode acontecer novamente em pistas de alta com curvas longas e rápidas, então estamos pensando imediatamente em Silverstone. Então essa será a primeira emergência do fim de semana."

Next article
Má sorte da Mercedes incendeia campeonato da F1

Previous article

Má sorte da Mercedes incendeia campeonato da F1

Next article

Vettel: reclamações de pilotos provocam punições pesadas

Vettel: reclamações de pilotos provocam punições pesadas
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Áustria
Localização Red Bull Ring
Pilotos Carlos Sainz Jr. Shop Now
Equipes Renault F1 Team
Autor Adam Cooper