Sainz: motor Renault fará frente a Mercedes e Ferrari

compartilhar
comentários
Sainz: motor Renault fará frente a Mercedes e Ferrari
Por: Scott Mitchell
11 de set de 2018 12:09

Carlos Sainz acredita que a Renault “finalmente fará um motor do nível de Mercedes e Ferrari” na próxima temporada após sua versão mais recente ter estreado na Itália, no fim de semana passado.

A Red Bull, cliente da Renault, usou o novo motor de especificação C em Monza, sendo que Daniel Ricciardo e Max Verstappen reportaram ganhos satisfatórios em velocidade de reta, sendo que a própria fabricante estimou uma melhora de 0s3 por volta.

Sainz, que deixará a Renault de fábrica para se juntar a outra cliente da fornecedora, a McLaren, em 2019, afirmou que a estreia da especificação C foi encorajadora.

“A especificação C é a base para o motor do ano que vem”, explicou. “Ele parece estar funcionando bem na Red Bull e eles pareciam bem satisfeitos com isso.”

“É um bom passo. É uma pena que não tivemos isso neste ano, porque ele deixaria nossa vida muito mais fácil contra Haas e Force India.”

“Tenho fé que a Renault enfim fará um motor no nível de Mercedes e Ferrari.”

“Ao lado da parceria com a McLaren, espero ter um ano melhor do que este de agora.”

Verstappen quase foi ao pódio em Monza após manter Valtteri Bottas, da Mercedes, atrás na pista por todo o GP.

Contudo, o holandês declarou naquele mesmo fim de semana que a Renault ainda custava à Red Bull cerca e 1s em performance no circuito italiano.

Sainz, assim como seu parceiro, Nico Hulkenberg, permaneceu com a especificação B, já que a Renault temia pela confiabilidade da nova versão, afirmou que tudo o que a fabricante pôde aprender de Monza não será aplicado no atual campeonato.

“Não teremos mais desenvolvimentos do lado do motor, e precisamos focar no carro”, disse Sainz.

“É bom que eles [Red Bull] usem, porque os caras do motor podem aprender daquilo e colocar as descobertas no desenvolvimento para o ano que vem.”

A Renault possui uma leve vantagem na luta pelo quarto lugar no Mundial de Construtores, mas apenas devido ao fato de ter protestado contra a Haas de Romain Grosjean em Monza.

Grosjean acabou desclassificado, o que deu à Renault uma vantagem de 10 pontos.

Questionado se a especificação B será suficiente para derrotar a Haas, que derrotou a Renault na pista nos últimos três GPs e conta com um motor atualizado da Ferrari, Sainz disse que espera que o desenvolvimento de chassis também ajude.

A Renault trará novidades nos defletores e no bico para a próxima corrida.

“Sei que o departamento de chassis e o aerodinâmico estão trabalhando sem parar”, disse.

“Obviamente estamos presos com esse tipo de motor até o fim do ano. Se as peças aerodinâmicas funcionarem e conseguirmos terminar em quarto, todos ficarão muito orgulhosos e felizes.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Raikkonen retorna à Sauber e permanece na F1 em 2019

Previous article

Raikkonen retorna à Sauber e permanece na F1 em 2019

Next article

Com ida para Sauber, Kimi passará recorde de Barrichello

Com ida para Sauber, Kimi passará recorde de Barrichello
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Carlos Sainz Jr. Shop Now
Equipes Renault F1 Team
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias