Times não creem em brechas com regulamento “restritivo” para 2019

compartilhar
comentários
Times não creem em brechas com regulamento “restritivo” para 2019
Por:
Co-autor: Adam Cooper
4 de jan de 2019 13:15

Equipes apostam que concorrentes não encontraram áreas ambíguas no novo conjunto de regras para esta temporada

As equipes de Fórmula 1 fizeram um esforço conjunto para garantir que as regras aerodinâmicas de 2019 não deixem quaisquer brechas que possam ser exploradas, de acordo com o chefe técnico da Williams, Paddy Lowe.

Como um primeiro impulso na tentativa da Liberty Media de aumentar a quantidade de ultrapassagens na F1, os carros deste ano apresentarão uma série de mudanças projetadas para torná-los menos aerodinamicamente sensíveis ao seguirem uns aos outros.

As mudanças nas regras anteriores permitiram que algumas equipes ganhassem uma vantagem ao atacar ambiguidades – a mais famosa se tornou o conceito do difusor duplo, que a campeã Brawn GP, ​​a Toyota e a Williams implantaram em 2009.

Lowe acha improvável que haja uma repetição desse cenário dez anos depois.

"As equipes estão bem preparadas e abertas – pelo menos algumas delas – para colocar coisas na mesa após esta restrição", disse Lowe ao Motorsport.com.

"Os regulamentos são muito restritivos. Espero que seja o caso para todos os outros, mas estamos com dificuldades para encontrar muito desempenho com essas asas da frente.”

"Eu acho que geralmente as equipes têm uma mentalidade de que querem clareza e não creio que haverão muitos argumentos quando aparecermos na Austrália por conta de aspectos mal definidos dos regulamentos.

"Com esse espírito, todos ficaram muito entusiasmados em definir as coisas em detalhes cada vez mais específicos, para que todos saibam com o que estão trabalhando."

O diretor técnico da Force India, Andrew Green, concordou que o escopo parece limitar os times.

"Espero que seja um conjunto de regras com as quais todos possam trabalhar", disse ele ao Motorsport.com.

"E não há uma brecha enorme. Pode haver pequenas, mas espero que não haja nada em massa que as pessoas possam mergulhar.”

"Isso apenas mostra o quão difícil é escrever regulamentos que estão ligados a uma geometria aerodinâmica específica. Quanto mais apertado você faz o regulamento, mais longo o regulamento se torna.”

"Você apenas dá às pessoas uma caixa para trabalhar, é um regulamento muito simples, mas todo mundo vem com soluções incrivelmente complicadas. Uma das razões pelas quais isso mudou é tentar se livrar dessas soluções complicadas.”

"Então, é um conjunto incrivelmente complicado de regulamentos para ter um resultado final de um conjunto incrivelmente simples de geometria."

Next article
Stroll quer ver Racing Point como uma das melhores equipes na F1

Previous article

Stroll quer ver Racing Point como uma das melhores equipes na F1

Next article

Ricciardo vê “potencial de grandeza” em Verstappen

Ricciardo vê “potencial de grandeza” em Verstappen
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Matt Beer