Turma do fundo conta como foi corrida em Interlagos

Destaque para Petrov, 10º colocado após má classificação, e Kobayashi, que terminou em 9º e marcou ponto nas últimas duas provas da temporada

Perez terminou GP do Brasil em 13º

Kamui Kobayashi, Sauber, 9º: "A equipa fez um trabalho muito bom depois da classificação ruim de ontem. Nós trabalhamos muito no ritmo de corrida e estou feliz em pontuar nas últimas duas provas da temporada.”

Vitaly Petrov, 10º: "Definitivamente, é bom terminar com um ponto. Isso é uma resposta à má qualificação de ontem. Minha largada foi boa e a disputa que se seguiu na pista me deixou muito contente. Sei que não foi uma temporada fantástica, mas quero agradecer a toda a equipe, que sempre me apoiou e acredita no meu trabalho. Espero poder trabalhar com todos no ano que vem para conseguir resultados muito melhores."

Jaime Alguersuari, Toro Rosso, 11º: "A corrida foi difícil desde o início, com baixa aderência no primeiro turno sobre o pneu mais macio, especialmente em termos de tração e na saída para curvas lentas. Eu lutei muito para seguir Buemi e Perez. Perdi desempenho nas últimas corridas, mas, no geral, estou feliz por terminar a temporada com 26 pontos."

Sebastien Buemi, Toro Rosso, 12º: "Esperava marcar pontos hoje, mas não fui suficientemente competitivo. Estou desapontado por não chegar à frente da Sauber, mas acontece. De qualquer forma, fiz algums boas corridas nesta temporada, mas certamente precisamos melhorar para o próximo ano.”

Sergio Perez, Sauber, 13º: "O principal alvo da equipe para hoje era terminar a temporada em sétimo, e estou muito feliz que isso tenha acontecido, mesmo sem contribuir como poderia. Encerro satisfeito minha temporada de estreia, ciente de que a experiência obtida será fundamental no ano que vem.”

Heikki Kovalainen, Lotus, 16º: "Agradeço a todos do time por mais um fim de semana excelente. Durante a corrida, me senti bem no carro e tirei dele o máximo de desempenho. Tive alguns problemas com as bandeiras azuis no final, mas isso acontece. Sinto que, no próximo ano, daremos um passo à frente."

Jarno Trulli, Lotus, 18º: "A corrida foi normal. Não tive um grande começo, mas depois as coisas se estabilizaram. Quero agradecer toda a equipe pelo trabalho que fiz neste fim de semana e durante todo o ano. Continuamos progredindo e é ótimo fazer parte de algo que mostra sinais reais de progresso."

Jerome D'Ambrosio, Virgin, 19°: "Acho que hoje tivemos uma ótima corrida e um grande encerramento de temporada. Fizemos um bom trabalho ontem e, hoje, fiz uma de minhas melhores corridas. Estou feliz que isso tenha ocorrido no Brasil, pois amo esta pista."

Daniel Ricciardo, Hispania, 20º: “Meu ritmo de corrida mesclou altos e baixos. O importante, porém, é ressaltar que aprendi muito nessa temporada, e gostaria de agradecer à equipe por isso. Os últimos seis meses foram fantásticos.”

Timo Glock, Virgin, abandono: "Foi um fim de temporada decepcionante. É uma grande pena ter de abandonar após perder o pneu, mas essas coisas acontecem [Nota da Redação: a Virgin foi punida em 5 mil euros]."

Vitantonio Liuzzi, Hispania, abandono: “Minha embreagem falhou no começo, e todo mundo me ultrapassou. É lamentável, porque queria terminar bem a temporada. Agora é trabalhar duro para melhorar no ano que vem.”

Pastor Maldonado, Williams, abandono: “Tive um bom começo até perder espaço lutando por posições. Nosso ritmo geral durante a corrida estava bom, mas a configuração da asa traseira ligeiramente para trás na reta longa me atrapalhou. Acabei abandonando depois que passei Senna na volta 26, justamente por perder o controle da traseira.”
 

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Tipo de artigo Últimas notícias