Vergne comemora top 10 e Kvyat absolve Alonso por batida

Toro Rosso não teve um grande desempenho na chuva, mas seus pilotos conseguiram boas posições no grid

Mesmo com dificuldades em pista molhada, a Toro Rosso conseguiu colocar um carro em nono e outro em 11º no grid para o GP da Malásia. A expectativa para a corrida, no entanto, depende do clima.

“Estou feliz em ter terminado no top 10 pela segunda vez seguida, mas foi uma classificação difícil e o carro não estava fácil de pilotar”, revelou Jean-Eric Vergne, nono no grid. “Não consegui ser muito fácil em momento algum, mas no Q2 consegui encaixar uma boa volta. Temos de olhar os dados para determinar por que fomos tão lentos no molhado, mas estou confiante de que podemos fazer um bom trabalho na corrida e terminar nos pontos, como em Melbourne.”

Com o 10º lugar no Q2, Vergne acabou tirando justamente seu companheiro, Daniil Kvyat, da última fase do treino. O novato russo ficou com o 11º.
“Foi uma pena ficar de fora do Q3 bem no finalzinho, mas Jev estava mais rápido do que eu e fui muito conservador em minha última volta. Agora, veremos o que acontece na corrida porque depende das condições.”

Falando sobre o incidente com Fernando Alonso, que chegou a ser julgado pelos comissários, mas não resultou em punições, Kvyat absolveu o espanhol, que aparentemente não o viu e fez a tomada da curva normalmente quando o russo o ultrapassava pelo lado de dentro.

“A visibilidade era muito ruim para todos e acho que ele não me viu e acabou virando em cima de mim. Acho que foi normal que ele não tenha me visto porque havia muito spray.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias