Vettel vence a sétima e lidera novo 1-2 da Red Bull

compartilhar
comentários
Vettel vence a sétima e lidera novo 1-2 da Red Bull
Por: Bruno Vicaria
28 de ago de 2011 10:37

Prova é movimentada, mas vê atual líder do campeonato mostrar superioridade; brasileiros têm prova desastrosa, com Massa em nono

Sebastian Vettel, absoluto em Spa-Francorchamps

Com uma pilotagem afinada, alternando boas voltas e ultrapassagens na pista, Sebastian Vettel conquistou neste domingo a sétima vitória na temporada 2011 da F-1.

No GP da Bélgica, em Spa, o alemão chegou a ser ultrapassado no início por Nico Rosberg, da Mercedes, decidiu parar mais cedo que os rivais e a tática deu certo, graças ao ritmo impressionante da Red Bull. 
 
Leia mais:
>> 
>> 
>> 
>> 
>> 
>> 
>>
 
 
A partir de então, mesmo com uma parada a mais que os rivais, o alemão só perdeu a liderança nos pit stops e recuperou algumas delas na pista, como na última vez, passando Jenson Button. Primeira posição recuperada, Vettel apenas conservou a ponta até a bandeirada.
 
A segunda posição ficou com outro carro da Red Bull, de Mark Webber, que parou uma vez a menos que Cettel, assim como Fernando Alonso, da Ferrari, o quarto, que chegou a liderar a prova em duas oportunidades. Apesar da vitória incontestável de Vettel, nada menos que seis pilotos lideraram em algum momento.
 
Button, que largou em 13º, também parou três vezes e fez uma ótima prova, chegando a liderar e terminando em terceiro, passando Alonso no fim. Michael Schumacher, que largou em último e fez uma corrida de três pits, passou o parceiro Rosberg e foi o quinto colocado, nesta que foi sua melhor corrida desde o retorno da aposentadoria.
 
Adrian Sutil somou mais pontos para a Force India com a sétima colocação, enquanto Vitaly Petrov honrou a Renault em oitavo. Pastor Maldonado somou um ponto com a Williams em décimo, ficando atrás de Felipe Massa, da Ferrari.
 
O brasileiro, que chegou a andar em segundo, foi perdendo rendimento e foi presa fácil para os rivais, fazendo três paradas (contra duas de Sutil e Petrov) e tendo uma atuação apagada no resto da prova. A corrida para os pilotos do país, inclusive, foi desastrosa.
 
Depois de uma ótima classificação com a Renault, Bruno Senna viu suas chances de pontuar irem por terra na primeira curva, ao estampar o Toro Rosso de Jaime Alguersuari. Depois, andou no pelotão de trás, contra Lotus e Williams, chegando em 13°.
 
Rubens Barrichello, por sua vez, fez uma corrida sólida até as voltas finais, quando tocou em Kamui Kobayashi e teve de fazer uma parada extra com seu Williams, chegando em 16°. Pior que eles, só Lewis Hamilton, que bateu com Kobayashi e abandonou com 12 voltas completadas.
 
A próxima etapa da temporada acontece em 15 dias, com o GP da Itália, em Monza.
 
Final
 
 
Classificação do campeonato
 
Pilotos
 
Equipes
Próxima Fórmula 1 matéria
Webber culpa problema no rádio por segundo lugar

Previous article

Webber culpa problema no rádio por segundo lugar

Next article

Alonso culpa tráfego pelo 8º lugar, mas vê Ferrari atrás

Alonso culpa tráfego pelo 8º lugar, mas vê Ferrari atrás

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Pilotos Sebastian Vettel Shop Now
Autor Bruno Vicaria
Tipo de matéria Últimas notícias