Vettel vence de ponta a ponta com Alonso em segundo

Massa faz corrida de recuperação de chega em 8º depois de largar em 16º; Hamilton completa o pódio pela Mercedes

Sebastian Vettel teve uma tarde bem mais tranquila do que ele mesmo esperava para vencer o GP do Canadá de ponta a ponta. Em um circuito em que as corridas são tradicionalmente movimentadas, o alemão se manteve longe das confusões para se tornar o quarto pole position a vencer nas últimas 12 provas no circuito Gilles Villeneuve.

O alemão abriu mais sete pontos na liderança do campeonato, que tem um novo segundo colocado: Fernando Alonso largou em sexto e chegou em segundo, fazendo todas suas ultrapassagens na pista, para passar Kimi Raikkonen na tabela. O finlandês teve uma péssima corrida, terminou em nono e, ao menos, igualou o recorde de Michael Schumacher, com 24 provas nos pontos. Lewis Hamilton completou o pódio.

A complicada largada em Montreal passou sem toques, com Bottas perdendo posições para Rosberg e Webber logo nos primeiros metros e para Alonso no final da última volta. Na ponta, Vettel abria uma diferença confortável em relação a Hamilton, com Rosberg em terceiro e Webber em quarto.

O ritmo lento da Williams de Bottas formou um trenzinho do sexto ao 17º. O primeiro a superar o finlandês foi Vergne, em uma bela manobra por fora na primeira curva. Em sua tentativa, Sutil acabou rodando e caiu para o meio do pelotão e se tocando com Maldonado, que levou um drive through pelo incidente.

Um dos que passou o alemão foi Felipe Massa, que vinha em boa prova de recuperação. Depois de fazer duas ultrapassagens na primeira volta, o brasileiro superou Maldonado, Sutil, Hulkenberg e Ricciardo, chegando ao nono posto na volta 12.

Pressionado por Alonso, Webber é o primeiro ponteiro a parar, com 14 voltas completadas. Antes disso, seu companheiro Vettel chegou a dar uma raspada no muro, sem maiores consequências. Rosberg parou na volta seguinte.

Na volta 17, Vettel e Alonso pararam e copiaram a estratégia de Webber, que colocou pneus médios para o segundo stint. Rosberg seguiu com o supermacio e perdeu terreno para o australiano. Na volta seguinte, foi a vez de Massa fazer sua parada. Hamilton só parou na volta 19, também colocando médios.

Sexto colocado, Raikkonen só parou na volta 23. O finlandês foi avisado pela equipe de que deveria poupar combustível, já que o consumo era maior que o esperado. Enquanto isso, Alonso vinha tirando a diferença em relação a Webber, entrando na briga pelo terceiro lugar. Na 25ª volta, Alonso, Webber e Rosberg estavam separados por menos de dois segundos.

Rosberg perdeu muito rendimento, permitindo a ultrapassagem dos dois e, na volta seguinte, fez sua segunda parada. Mesmo com mais de 37 voltas para o final, o alemão foi avisado pela equipe de que teria que fazer seus pneus médios durarem até o fim.

Na volta 36, o retardatário Giedo van der Garde complicou a vida de Mark Webber, fechando o australiano e quebrando parte da asa dianteira da Red Bull. O holandês recebeu um stop and go pela batida. Seis voltas depois, Webber fritou os pneus dianteiros no hairpin e Alonso se aproveitou para se aproximar, fazendo a ultrapassagem na primeira curva.

Na volta 47, Webber fez sua segunda parada, o que foi respondido rapidamente pela Ferrari e pela Mercedes. Na volta à pista, Alonso começou a tirar tempo em relação a Hamilton. Antes do pit, a diferença estava em 8s, e na volta 52, já estava em 4s6.

A prova de recuperação de Massa parou em Sutil, que estava 10s à frente do brasileiro quando recebeu um drive through por não respeitar bandeiras amarelas. O piloto da Ferrari se colocou na briga com os pilotos que fariam uma parada – Di Resta, Raikkonen e Grosjean.

Enquanto isso, seu companheiro fez uma bola ultrapassagem em Lewis Hamilton, por fora na primeira curva, para ocupar a segunda colocação com seis voltas para o final. Alonso ainda tirou 5s da vantagem de Vettel, mas não havia tempo para chegar no alemão. Massa passou Raikkonen na penúltima volta para para chegar em oitavo.

No final, Vettel venceu, seguido por Alonso, Hamilton, Webber, Rosberg, Vergne, Di Resta, em grande prova saindo de 17º, Di Resta, Raikkonen e Sutil.

Após sete provas, Vettel tem 132 pontos, contra 96 de Alonso, 88 de Raikkonen e 77 de Hamilton. A próxima etapa acontece em três semanas, em Silverstone, no GP da Grã-Bretanha.

Confira o resultado da prova:

1. Sebastian Vettel (Red Bull-Renault) 1h32:09.143 - 70 voltas
2. Fernando Alonso (Ferrari) + 14.408
3. Lewis Hamilton (Mercedes) + 15.942
4. Mark Webber (Red Bull-Renault) + 25.731
5. Nico Rosberg (Mercedes) + 1:09.725
6. Jean-Eric Vergne (Toro Rosso-Ferrari) + 1 volta
7. Paul Di Resta (Force India-Mercedes) + 1 volta
8. Felipe Massa (Ferrari) + 1 volta
9. Kimi Raikkonen (Lotus-Renault) + 1 volta
10. Adrian Sutil (Force India-Mercedes) + 1 volta
11. Sergio Perez (McLaren-Mercedes) + 1 volta
12. Jenson Button (McLaren-Mercedes) + 1 volta
13. Romain Grosjean (Lotus-Renault) + 1 volta
14. Valtteri Bottas (Williams-Renault) + 1 volta
15. Daniel Ricciardo (Toro Rosso-Ferrari) + 2 voltas
16. Pastor Maldonado (Williams-Renault) + 2 voltas
17. Jules Bianchi (Marussia-Cosworth) + 2 voltas
18. Charles Pic (Caterham-Renault) + 2 voltas
19. Max Chilton (Marussia-Cosworth) + 3 voltas
20. Esteban Gutierrez (Sauber-Ferrari) + 7 voltas (acidente)

Abandonaram:

Nico Hulkenberg (Sauber-Ferrari)
Giedo van der Garde (Caterham-Renault)

Volta mais rápida: Webber, 1:16.182s

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Tipo de artigo Últimas notícias