Webber defende que DRS seja usada apenas para ultrapassagem

compartilhar
comentários
Webber defende que DRS seja usada apenas para ultrapassagem
Por: Julianne Cerasoli
25 de fev de 2013 15:16

Mas australiano reconhece que decisão de só restringir utilização do dispositivo aos sábados agradou a todos

Um dos maiores críticos em relação ao uso liberado do DRS durante a classificação, Mark Webber acredita que a Fórmula 1 chegou a um bom equilíbrio entre a vontade dos pilotos de só usar o dispositivo para ultrapassagens e a preocupação dos engenheiros com as configurações do carro. A partir de 2013, o DRS só pode ser aberto nas zonas de ultrapassagem previamente determinadas, durante todo o final de semana. Antes, esta restrição servia somente para os domingos: na sexta-feira e no sábado, seu uso era liberado.

Os engenheiros eram contra uma proibição geral fora das corridas porque configurações no carro têm de ser alteradas para usufruir ao máximo do DRS. Logo, corria-se o risco de tornar o dispositivo pouco atraente em termos de performance, o que diminuiria seu valor nas ultrapassagens.

“A relação de marchas obviamente têm de considerar a asa aberta também em classificação, então ainda é interessante para nós tornar o DRS atrativo. E isso foi uma das coisas pelas quais o pessoal do lado técnico se interessou. Obviamente os pilotos não estavam interessados no que o pessoal do lado técnico tinha a dizer porque eles não pilotam o carro.”

Por isso, a solução de manter o uso do DRS no sábado, mas de forma controlada, agradou a todos. “Eles [os engenheiros] têm orgulho de ter um bom efeito com o DRS e a relação de marchas na janela correta. Então acho que todos estão felizes.”

A ideia de restringir o uso da DRS vem junto da necessidade de aumentar o número de zonas de ultrapassagem para manter a vantagem que as equipes têm hoje em configurar o carro visando um máximo aproveitamento da velocidade extra na reta. Porém, Webber é cético quanto à possibilidade de fazer isso em pistas mais travadas.

“Acho que, em algumas pistas, sabemos que o efeito será menos poderoso, como Budapeste e Mônaco. Então em alguns circuitos – provavelmente 10% do calendário – o padrão será diferente, mas a mudança terá um bom efeito no restante das pistas.”

Porém, o australiano defende uma abordagem ainda mais radical em relação ao DRS. “Ele foi inventado para as ultrapassagens e queremos mantê-lo nas corridas. No geral, o DRS é uma intervenção muito positiva para as corridas no domingo. Por que precisamos dele na sexta-feira e no sábado? Os pilotos são quase unânimes ao defender que não precisamos pilotar com o DRS aberto durante toda a volta. Deixemos o DRS para o que ele foi projetado.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Pirelli não espera corridas com mais de três paradas em 2013

Previous article

Pirelli não espera corridas com mais de três paradas em 2013

Next article

Schumacher correrá contra filho de ex-companheiro no kart

Schumacher correrá contra filho de ex-companheiro no kart
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Mark Webber
Autor Julianne Cerasoli
Tipo de matéria Últimas notícias