F-E deve abandonar plano de usar circuito completo de Mônaco

compartilhar
comentários
F-E deve abandonar plano de usar circuito completo de Mônaco
Por: Alex Kalinauckas
26 de set de 2018 16:47

As esperanças da Fórmula E de usar o traçado completo do circuito de Mônaco na temporada 2018/2019 parecem caminhar para seu fim.

O diretor executivo da categoria, Alejandro Agag, queria que sua categoria usasse o traçado completo com o carro Gen2, mas afirmou que a FIA teve de se opor à ideia.

O presidente da FIA, Jean Todt, explicou em maio que “era contra o uso do circuito normal”, e a Fórmula E parece destinada a usar uma versão mais curta, a mesma que já utilizou em suas outras duas visitas ao local.

“Vamos usar a pista curta”, disse Agag ao Motorsport.com. “A FIA não queria que nós usássemos a mesma pista da F1, e fazer modificações à pista [longa] é muito caro.”

“Então, na prática, é uma decisão de custos ligada ao desejo de todas as equipes. As equipes disseram que querem a pista curta.”

“Eu queria usar o mesmo traçado da F1, mas a FIA não me deixou.”

Um porta-voz da FIA reiterou que o calendário da temporada cinco, divulgado com a rodada de Mônaco “sujeita a homologação do circuito”, ainda precisa de confirmação oficial do Conselho Mundial.

Agag não demonstrou irritação com o provável desdobramento, mas explicou que não via a possibilidade de usar o tradicional circuito como uma chance de medir a Fórmula E contra a F1.

“Eu nunca estou frustrado”, disse. “Quero dizer, não me preocupo nem um pouco com a comparação entre F1 e F-E em termos de tempo.”

“Eu não acho que as pessoas sequer notam isso ou pensam nisso. Mas essa opinião não é dividida por todos.”

A chefe da Venturi, Susie Wolff, confirmou ao Motorsport.com que o uso da pista curta tinha o apoio das equipes.

“Eu fui bastante firme ao querer o circuito curto porque, para mim, fundamentalmente tudo isso se trata de espetáculo”, disse.

“Sinto que, com esses carros no circuito longo, teríamos 20 voltas e não haveria muitas oportunidades de ultrapassagem, e não precisamos fazer algo só porque a F1 faz.”

Quanto ao restante das vagas em aberto para o calendário da F-E, Agag explicou que “Santiago está basicamente 99% para janeiro”, na data que está em aberto no dia 12.

“Então, em junho, a ideia é substituir Zurique por Berna. Estamos finalizando todos os acordos – ainda não estamos finalizados, mas deve ser o que acontece.”

Zurique deixou o calendário pelo fato de a cidade ter eventos locais na mesma época, mas poderá retornar na temporada seis como um acordo de dois em dois anos.

“O prefeito de Zurique quer ter a Fórmula E, mas quer em todos os anos em que não tiver o festival. Então, não teremos nesta temporada, mas estamos conversando para ter na próxima”, continuou Agag.

Maro Engel, Venturi

Maro Engel, Venturi

Photo by: Sam Bloxham / LAT Images

Próxima Fórmula E matéria
Fórmula E revela traçado completo para corrida em Riade

Previous article

Fórmula E revela traçado completo para corrida em Riade

Next article

Com brasileiros, Jaguar completa testes da I-Pace eTrophy

Com brasileiros, Jaguar completa testes da I-Pace eTrophy
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Autor Alex Kalinauckas
Tipo de matéria Últimas notícias