Penske-Acura pode ser destino de Button no IMSA

Roger Penske e o presidente da HPD, Art St. Cyr esperam revelar lista completa de seus dois Acura ARX-05s para 2018 nas próximas duas semanas, mas não confirmaram se o britânico está entre as opções

No último fim de semana, em Suzuka, Button admitiu que sua corrida no 1.000 km Suzuka Super GT renovou seu interesse em automobilismo esportivo. Ao negar que tenha alguma opção para ir para a IndyCar ("Me assusta enormemente"), falou de uma oportunidade no IMSA na categoria de protótipos.

Button correu na Fórmula 1 com motores Honda de 2003 a 2008 e de 2015 até o final de sua carreira, fazendo com que pareça uma escolha natural para a equipe Penske-Acura.

Juan Pablo Montoya e Dane Cameron já assinaram para estar em um dos dois novos ARX-05, mas falta um companheiro em tempo integral para Helio Castroneves no segundo carro.

Penske disse ao Motorsport.com: "Nós não tomamos uma decisão sobre quem estará no programa Acura, o companheiro de equipe de Helio e o resto dos pilotos para as três corridas de resistência. Isso está na mãos de Art [St. Cyr] e das pessoas da Honda e Acura".

"Obviamente, teremos nossos caras onde esperávamos e esta é uma oportunidade para pesquisar entre os pilotos disponíveis, internamente e externamente, e refiro a pilotos já do IMSA ou de fora", acrescentou.

"Eu estou esperando a ligação da Honda/HPD na próxima semana ou na seguinte para que eu possa anunciar a formação completa. Não tenho contato direto com Jenson Button, mas se ele estiver interessado, eu provavelmente conversaria com os caras da Honda".

St. Cyr disse: "Os contratos estão com a equipe, mas fizemos um bom trabalho para verificar o grid para encontrar quem pensamos que vai funcionar no programa. E Roger está certo, ainda não tomamos a decisão final, mas estamos perto".

Sobre Button, ele acrescentou: "Houve alguns conflitos de calendário com os quais discutimos, mas agora não tomamos a decisão final, então não quero adicionar mais. Pessoalmente, não tive nenhuma negociação com Jenson".

A outra opção principal de Button parece ser correr com um Acura/Honda NSX na Super GT no Japão, mas o calendário da categoria também o permitiria ser o terceiro piloto nas corridas de resistência do IMSA: as 24 horas de Daytona, os 12 horas de Sebring e Petit Le Mans.

Perguntado se era uma possibilidade, St. Cyr disse: "Temos vários critérios para decidir quem serão nossos pilotos: o primeiro é ser rápido, o segundo é que este é um programa para melhorar o perfil da marca Acura e é importante que seja um piloto reconhecido pelos fãs. E o terceiro é que seja piloto de alto nível, que saiba correr no IMSA e tenha conhecimento dos circuitos".

Button e Penske, interessados na categoria máxima de Le Mans

Tanto Button como Penske admitem que olham para as 24 horas de Le Mans, mas nenhum deles está interessado se não puderem lutar pela vitória.

Com o futuro do LMP1 ainda incerto após a partida da Audi em 2016 e da Porsche no final deste ano, ambos sugeriram que o LMP2 deveria se tornar a primeira categoria do FIA WEC.

Button disse: "Gostaria de fazer Le Mans em algum momento, mas não tenho certeza de que seja o ideal entrar no carro e fazê-lo. Acho que a categoria LMP2 é incrível, existem muitas equipes e muitos pilotos talentosos, mas também há a LMP1 Eu não posso estar em um carro 20 segundos mais lento do que outros."

Penske comentou: "Estou esperando que as grandes equipes saiam, então haverá uma opção para inscrever um carro semelhante ao Acura ARX-05 e correr em Le Mans nos próximos dois anos. Nunca competimos ali, exceto em 1971 com uma Ferrari [512M/P]. Penso que seria um grande desafio".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias IMSA
Pilotos Jenson Button
Equipes Team Penske
Tipo de artigo Últimas notícias