Wickens esclarece quadro e diz que pode recuperar movimentos

compartilhar
comentários
Wickens esclarece quadro e diz que pode recuperar movimentos
David Malsher
Por: David Malsher
27 de out de 2018 11:59

Após ver comoção, melhor estreante de 2018 da Indy clareia situação fala que pode recuperar movimento nos próximos 24 meses

Um vídeo nas redes sociais mostrando Robert Wickens se levantando com os braços de um assento para uma cadeira de rodas nesta semana foi acompanhado por um texto que incluía a frase “Minha primeira transferência como paraplégico hoje…”

No entanto, em um post durante a noite de sexta-feira, o estreante do ano da IndyCar salientou que ele não estava confirmando que sua paralisia será permanente.

O piloto da Schmidt Peterson Motorsports twittou: “Eu só quero esclarecer algumas coisas. Parece haver alguma confusão sobre o que a palavra "paraplégico" realmente significa. Por favor, leia minha declaração abaixo. Obrigado a todos pelo seu apoio incrível. Vocês são uma grande parte para me ajudar a ficar de pé.”

Sua declaração diz: “não houve 'anúncio' ao confirmar que eu estava paralisado. Eu fiquei paralisado no momento em que acertei o alambrado em Pocono. Foi muito claro que eu tinha uma lesão na medula espinhal no comunicado de imprensa emitido pela SPM, mas eu acho que as pessoas não estão cientes do que isso significa e estão apenas especulando”.

“’Paralisado’ e ‘paraplégico’ são paralisias na metade inferior do corpo. Estou paralisado do peito para baixo. O nível da minha lesão é T4.”

“As pessoas podem não ficar paraplégicas para sempre. Como minha lesão na medula espinhal foi "incompleta", os nervos podem encontrar um caminho de volta para as minhas pernas. Incompleta significa que a medula espinal não foi cortada, apenas machucada. Em meses, o inchaço diminuirá e saberemos mais sobre o quanto de regeneração nervosa acontece.”

“Os médicos nos disseram que cada caso é diferente. Duas pessoas com a mesma lesão podem se curar de forma diferente. Um pode andar de novo e outro não. Cada corpo se cura de uma maneira diferente. Portanto, não podemos dar uma resposta definitiva se eu voltar a andar. Mas tenho intenções totais de fazer exatamente isso.”

“A boa notícia é que eu já tenho mais sensações e algum movimento nas minhas pernas, então há esperança ao longo de 24 meses para que eu possa recuperar o movimento suficiente para andar de novo. Até agora os sinais são promissores, mas estou tentando não me exceder. Estou apenas mantendo a cabeça baixa e trabalhando até que meu terapeuta e os médicos me digam para parar.”

"Obrigado a todos pelo apoio. E espero que isso tenha trazido alguma clareza sobre tudo isso."

Next article
Wickens confirma paraplegia após acidente de Pocono

Previous article

Wickens confirma paraplegia após acidente de Pocono

Next article

Ericsson competirá na Indy em 2019 pela Schmidt Peterson

Ericsson competirá na Indy em 2019 pela Schmidt Peterson
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria IndyCar
Pilotos Robert Wickens
Equipes Schmidt Peterson Motorsports
Autor David Malsher
Tipo de matéria Últimas notícias