Staff de Granado rebate declarações de Barros

compartilhar
comentários
Staff de Granado rebate declarações de Barros
Por: Gabriel Lima
4 de out de 2018 15:07

Assessoria do piloto brasileiro esclarece situação contratual que culminou em saída do mundial e pede que “opiniões verdadeiras sejam emitidas daqui pra frente”

A matéria publicada pelo Motorsport.com Brasil nesta quinta-feira (4), da opinião de Alexandre Barros sobre a saída de Eric Granado do Mundial de Motovelocidade no meio desta temporada e seu pensamento quanto a opções futuras do piloto de 22 anos, fez o staff do paulista entrar em contato com o site e enviar um comunicado com esclarecimentos sobre sua situação real.

Segundo sua assessoria, Granado cumpriu todas as cláusulas do contrato com a equipe Forward, mesmo sem ter tido o apoio prometido pela fabricante do chassi – a suíça Suter – durante a temporada deste ano.

Ainda nas palavras do comunicado, o time “usou como desculpa” o fato de Eric correr o campeonato brasileiro de Superbike para encerrar o contrato de maneira incorreta, já que a equipe sabia que Granado faria os dois campeonatos ao mesmo tempo em 2018 desde o início do relacionamento.

Confira o comunicado na íntegra:

É importante para nós que a sua matéria seja corrigida com a real condição com que as coisas aconteceram.

Eric não foi demitido. A Forward decidiu de forma unilateral o rompimento do contrato, com uma justificativa infundada.

(O Stefano) Manzi teve um resultado aceitável na França (foi o 10º), por conta de muitas quedas de outros pilotos. A Suter não deu o suporte prometido, inviabilizando a evolução da moto e os resultados do Eric e Manzi. Haja visto a substituição pelo Isaac (Viñales) que não resultou em nada, somente quedas incessantes e fraturas que o impossibilitaram de participar de treinos e corrida.

Eric cumpriu todas as cláusulas do contrato, mesmo sem o suporte prometido pela Suter.

A Forward justificou a quebra de contrato por conta do Eric correr no Brasil, o que é simplesmente uma desculpa, pois eles sempre souberam dos planos para 2018, isso constava em contrato.

Em respeito aos patrocinadores, Eric manteve-se na equipe e brigou com a arma que tinha em mãos, mesmo sem o suporte que prometeram.

Neste momento estamos em negociação com novas equipes e patrocinadores para 2019 e contamos com o apoio e torcida dos compatriotas para que esse retorno seja possível.

Agradecemos o espaço para essa explicação e torcemos para que opiniões verdadeiras sejam emitidas daqui pra frente.

Leia também:

Próxima Moto2 matéria
Barros crê ser “muito difícil” para Granado voltar ao mundial

Previous article

Barros crê ser “muito difícil” para Granado voltar ao mundial

Next article

Soberano, Baldassarri faz pole em Buriram; Oliveira é 5º

Soberano, Baldassarri faz pole em Buriram; Oliveira é 5º
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Moto2
Autor Gabriel Lima
Tipo de matéria Últimas notícias