Crutchlow: "É simples, Márquez é o melhor piloto do planeta"

compartilhar
comentários
Crutchlow:
Germán Garcia Casanova
Por: Germán Garcia Casanova
Traduzido por: Daniel Betting
22 de nov de 2017 18:26

O piloto britânico da Honda-LCR considera que dos outros '4 magníficos', ou os 'alienígenas' da MotoGP, Marc Márquez está sozinho sobre o resto

Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Worldchampion Marc Marquez, Repsol Honda Team celebrate
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Márquez tornou-se, no último GP de Valência, o mais jovem piloto da história tetracampeão da categoria.

Além disso, o piloto da Honda colocou emoção ao assunto em salvar uma queda milagrosamente na curva 1 do final da reta principal, quando a mais de 130 Km/h levantou a moto, que estava praticamente no chão, com o cotovelo, o joelho e um golpe de gás sutil para endireitar a RC213V e evitar a queda.

Cal Crutchlow assegurou depois da corrida que qualquer outro piloto teria ido ao chão irremediavelmente e concordou que a conquista do piloto da Honda nesta temporada o coloca como o único "alien" da MotoGP.

O termo 'alien' (ou extraterrestre) foi cunhado por Colin Edwards em 2009 para se referir ao quarteto de pilotos então dominante: Valentino Rossi, Jorge Lorenzo, Dani Pedrosa e Casey Stoner, que foi substituído por Márquez após a retirada, tornar-se parte rapidamente parte dos também chamados, '4 magníficos'.

Mas para Crutchlow, a diferença entre Marc e o resto cresceu até o ponto de considerá-lo único "alien" do Mundial.

"Ele é o melhor piloto do planeta, simples", disse Crutchlow sobre Márquez.

"Você vê isso [na salvada] e percebe que outro piloto perderia o Mundial se Dovizioso ganha a corrida, qualquer outra pessoa teria quebrado".

"O que ele pode fazer na moto é fenomenal, ele é um campeão incrível, não há dúvida sobre isso. Só torna nossa vida muito difícil quando você trabalha para o mesmo fabricante", referindo-se a Honda.

"Acredite se eu lhe dissesse que qualquer outro piloto da Honda não houvesse terminado as corridas [depois desse erro]. Ele é um bicho raro... de uma maneira boa, obviamente!"

"Todos costumavam falar sobre alienígenas. Há apenas um, o resto é agora carne e osso. O que pode fazer com a moto, ninguém mais pode fazer no mundo", afirmou o piloto da LCR, que na próxima temporada continuará na mesma estrutura, mas com um contrato como piloto de fábrica da Honda.

Informações adicionais de Gerald Dirnbeck

Próxima MotoGP matéria
Obras em Montmeló asseguram GP da Catalunha da MotoGP

Previous article

Obras em Montmeló asseguram GP da Catalunha da MotoGP

Next article

Iannone lidera abertura do teste da MotoGP em Jerez

Iannone lidera abertura do teste da MotoGP em Jerez
Load comments