Pedrosa será piloto de testes da KTM em 2019

compartilhar
comentários
Pedrosa será piloto de testes da KTM em 2019
Por: Oriol Puigdemont
Co-autor: Valentin Khorounzhiy
10 de set de 2018 16:12

Atual piloto da Honda e que recentemente anunciou aposentadoria da MotoGP, terá outro papel na MotoGP na próxima temporada

Dani Pedrosa, que será substituído por Jorge Lorenzo na Honda no próximo ano, anunciou sua aposentadoria das competições em tempo integral, em julho.

O espanhol passou toda a sua carreira com a Honda, e o fabricante japonês disse que estava aberto a mantê-lo como piloto de testes.

No entanto, ele também estava sendo procurado pela KTM, cuja equipe na MotoGP é liderada por seu antigo chefe de equipe, Mike Leitner.

Entende-se que o interesse do fabricante austríaco por ele, juntamente com a oportunidade de continuar a colaboração com o patrocinador da equipe, a Red Bull, acabou por convencer Pedrosa a assinar, com vários membros da equipe de testes da KTM já informados da sua chegada.

O atual piloto de testes da KTM, Mika Kallio, está lesionado, com Randy de Puniet o substituindo pelo resto do ano e espera-se que trabalhe agora ao lado de Pedrosa em uma equipe de testes de dois pilotos.

Ao contrário de Michele Pirro ou Bradley Smith, recentemente anunciados como contratações da equipe de testes da Aprilia, Pedrosa deve rejeitar qualquer aparição como wildcard e se concentrar no desenvolvimento do RC16 nos testes.

A última temporada de Pedrosa como piloto da MotoGP está a caminho de terminar como o pior do campeonato, já que ele está em 11º na classificação e não visitou o pódio.

O espanhol confirmou em Misano que já não é acompanhado pelo treinador Sete Gibernau durante os fins de semana de corrida, explicando: “Vou terminar minha carreira nesta temporada, e ele tem um filho e o campeonato está assim.”

Pedrosa tem mais seis corridas para evitar a sua primeira temporada sem vitórias na categoria rainha.

"Eu ainda preciso de um cenário melhor [da moto] para encontrar minha melhor velocidade de curva, isso é basicamente o que eu estou procurando todo fim de semana", disse ele.

“Parece que não conseguimos encontrar o equilíbrio certo que preciso apenas para tornar a pilotagem mais eficaz.”

“Para mim, não importa a pista que estou pilotando neste momento. O problema está na configuração da moto.”

Próxima MotoGP matéria
Top 10: MotoGP San Marino 2018

Previous article

Top 10: MotoGP San Marino 2018

Next article

Rossi esnoba Márquez e MotoGP pega fogo em Misano

Rossi esnoba Márquez e MotoGP pega fogo em Misano
Load comments