Rossi: Cobrei chefes da Yamaha, mas não sei se me ouviram

compartilhar
comentários
Rossi: Cobrei chefes da Yamaha, mas não sei se me ouviram
Oriol Puigdemont
Por: Oriol Puigdemont
18 de out de 2018 12:36

Italiano fala de expectativas para GP em Motegi, e diz que usou presença de diretores da Yamaha na Tailândia para cobrar desenvolvimentos

A Yamaha fez uma das melhores corridas da temporada em Buriram, lutando com Valentino Rossi e Maverick Viñales pela vitória até os momentos finais da prova. Embora o espanhol tenha terminado em terceiro e quebrado uma sequência de quatro GPs sem um piloto da marca no pódio, o número de GPs sem uma vitória da M1 chegou a 24.

Nem os próprios pilotos sabem se a melhoria da Yamaha se deveu à pista, aos diferentes compostos que a Michelin levou à Tailândia ou se realmente o time deu um passo à frente.

Por isso, no GP de casa da Yamaha, Rossi continua pressionando os engenheiros da marca para continuar trazendo novidades.

"Na Tailândia não foi ruim, foi um dos melhores finais de semana da temporada e melhor do que esperávamos", admite Rossi.

"Você tem que entender se era a pista, ou se a moto melhorou um pouco, ou se foram os pneus. Este é um circuito mais normal, vai ser um bom teste. Temos coisas novas."

Depois de pedir em Aragón uma revolução na Yamaha no estilo da que ocorreu quando se juntou ao time pela primeira vez, em 2004, na Tailândia Rossi foi conseguiu falar com alguns dos chefes da montadora, mas não sabe se suas palavras foram ouvidas.

"Quando você fala com os japoneses, eles sempre concordam com o que você diz, mas você não sabe se entenderam", respondeu. "A Yamaha sempre respira a mesma atmosfera, conversamos muito na Tailândia, onde os grandes chefes da Yamaha foram, mas não sei se a mensagem chegou ou não."

Falando deste fim de semana, o italiano acredita que Dovizioso e Márquez são os favoritos para vencer, e acha que o espanhol tentará fechar seu sétimo campeonato em Motegi.

"Eu acho que Marc vai tentar ganhar o título, porque é a casa da Honda, mas não muda muito porque ele e Dovi são aqueles que são mais fortes. Em Motegi eu costumo andar bem na moto, embora não seja um dos meus circuitos favoritos," encerrou.

Next article
Lorenzo diz ainda não saber se correrá no Japão

Previous article

Lorenzo diz ainda não saber se correrá no Japão

Next article

Dovizioso: Ducati seria estúpida se não considerar Márquez

Dovizioso: Ducati seria estúpida se não considerar Márquez
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP do Japão
Localização Twin Ring Motegi
Pilotos Valentino Rossi Shop Now
Autor Oriol Puigdemont
Tipo de matéria Reactions