Yamaha descarta volta do "muro" entre Lorenzo e Valentino

compartilhar
comentários
Yamaha descarta volta do
Jamie Klein
Por: Jamie Klein
10 de nov de 2015 12:53

Equipe japonesa admite que teve um "gosto estranho" a conquista desta temporada com a dupla interna brigando pelo título

Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Winner and 2015 MotoGP Champion Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Winner and 2015 MotoGP Champion Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Podium: second place Marc Marquez, Repsol Honda Team and Winner and 2015 World Champion Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Winner and 2015 World Champion Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing and Marc Marquez, Repsol Honda Team
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing and Marc Marquez, Repsol Honda Team

Diretor esportivo da Yamaha, Massimo Meregalli afirmou que não acredita no retorno do “muro” que dividiu temporadas atrás os companheiros Valentino Rossi e Jorge Lorenzo.

A tensão entre a dupla da Yamaha aumentou depois do incidente entre Rossi e Marc Marquez em Sepang. Por causa do toque, o italiano largou em último em Valência e permitiu que Lorenzo tivesse um caminho mais tranquilo para ser campeão na corrida final.

Lorenzo afirmou que a penalidade a Valentino foi permitida. Por sua vez, Rossi voltou a insinuar uma aliança entre Marquez e Lorenzo para que ele não levasse o título mundial.

Com o bate-boca, há o rumor de que um novo “muro” volte no box da Yamaha em 2016, como ocorreu entre os anos 2008 e 2010.

“Já disse isso recentemente – não é como antes e antes deste fim de semana Valentino e Rossi se amavam”, disse Meregalli.

“Os dois se respeitam, portanto não acredito que um deles peça para separar os dados, porque a divisão (de informações) é uma das coisas que tornam a Yamaha uma equipe vencedora.”

Meregalli afirmou que a confusão tornou a situação “estranha” neste fim de semana, embora a Yamaha tivesse os seus dois pilotos brigando pelo título mundial.

“Jorge nunca desistiu, especialmente quando teve problemas (no início do ano), portanto ele mereceu (o título).”

“Ele chegou muito determinado e esteve na frente da sexta-feira até a última volta da corrida.”

“Valentino não conseguiria nada mais do que o quarto, começando lá de trás. Quando você lidera (a pontuação) desde a primeira corrida e perde na última, é claro que há um desapontamento.”

“Essa situação tenta arruinou um pouco a festa, porque vencemos em tudo e deveríamos estar satisfeitos. Claro que estamos satisfeitos, porque não podíamos fazer mais, mais ainda tem um gosto um pouco estranho.”

Próxima MotoGP matéria
Lorenzo: “igualar os títulos de Ayrton Senna é muito especial”

Previous article

Lorenzo: “igualar os títulos de Ayrton Senna é muito especial”

Next article

Em dia cheio de quedas, Marquez lidera primeira sessão com Michelin

Em dia cheio de quedas, Marquez lidera primeira sessão com Michelin
Load comments