Ao TotalRace, Giuliano Losacco explica seu início de ano complicado

Piloto bicampeão da Stock Car vê chance de andar novamente na Mattheis como oportunidade de ouro

À equipe do TotalRace presente em Salvador, que sedia a sétima etapa da Stock Car, o mais novo piloto da Mattheis - Shell Racing -, Giuliano Losacco, comemorou a inesperada chance de voltar à categoria por uma equipe grande e já está de olho no futuro.

Sem escuderia na categoria por falta de patrocínio, Losacco se viu sem opções para correr em 2012. às vésperas da primeira etapa, surgiu uma vaga na fraca Bassani Racing, que Giuliano abraçou por pura falta de oportunidade.

"O começo do ano foi difícil. Fizemos as duas etapas com todos os esforços possíveis do Bassani. Agradeço muito o esforço dele, mas acabamos que não arrumamos o orçamento da temporada. Estava competindo na Copa Fiat, mas ficava chateado e triste de não estar correndo na Stock Car", revelou o bicampeão da categoria, tido como forte concorrente do tetracampeão Cacá Bueno.

Indagado se esperava entrar em uma equipe grande ainda nesta temporada, Losacco foi sincero e disse que não, mas se mostrou feliz em fazer parte desta família novamente:

"Não imaginava entrar em uma equipe grande desse jeito. Aconteceu, estou muito feliz em ter voltado para o time em que conquistei um título, e representando a Shell, o que é muito legal. Estamos na metade do campeonato, temos bastante corrida pela frente e vou fazer o melhor possível, trabalhar com a equipe, ter bons resultados e somar pontos. Não dá para prever nada. Vamos trabalhar e ver no que dá", completou.

Losacco vê em seu retorno à Shell Racing uma oprtunidade de ouro para retornar ao cume da Stock.

"Sim, lógico", disse quando perguntado se a chance pode ser um tipo de renascimento. "Meus últimos anos foram difíceis. Sempre lutei, nunca desisti. Agora tenho um carro competitivo em uma equipe competitiva. Vou fazer o melhor possível. Respeito todos os adversários, mas acredito muito que eu tenha um desempenho competitivo logo de cara".

Neste seu retorno, Losacco ainda conta com boa parte dos mecânicos que trabalhou consigo em sua primeira passagem pelo time, entre 2005 e 2006.

"Os mecânicos mudaram um pouco, pois agora são duas equipes. Mas o Anderson, que era o chefe do meu carro, continua lá, tem bastante gente que continua. Fui muito bem recebido e tenho certeza de que continua tudo igual lá. Todos estão muito motivados", finalizou.

A estreia de Giuliano Losacco na equipe Shell Racing acontece neste fim de semana, no GP da Bahia, etapa disputada nas ruas de Salvador. O contrato do piloto paulista é até o fim da temporada.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Stock Car Brasil
Tipo de artigo Últimas notícias