CBA instala comissão para apurar polêmica na Stock

Piloto Felipe Giaffone lidera grupo de trabalho que terá 30 dias para apresentar relatório final sobre possíveis punições forçadas a pilotos

A Confederação Brasileira de Automobilismo informou, na noite da última quarta-feira, que será instalada uma Comissão de Inquérito para apurar eventuais irregularidades por parte de oficiais de pista na Stock Car.

No começo desta semana, o jornal Folha de S.Paulo revelou conversas de dois fiscais técnicos em um grupo de Whatsapp falando sobre a possibilidade de forçar punições a pilotos, com Cacá Bueno e Thiago Camilo sendo citados. Em um trecho da conversa, a insinuação é de que o mesmo ocorreu em temporadas passadas, interferindo na disputa do título.

Os dois fiscais citados na reportagem, Paulo Ygor Dias e Clóvis Matsumoto, se defendem dizendo que tudo não passou de uma brincadeira e nunca houve punições forçadas, já que o regulamento técnico é claro e não dá abertura a interpretações. A CBA, no entanto, afastou os dois e prometeu investigar o caso.  

A comissão será instalada no próximo dia 5 de março de 2016, no Autódromo Internacional de Curitiba (PR), quando começa a Stock Car 2016 com a Corrida de Duplas.

Indicado pela Associação Brasileira de Pilotos de Automobilismo (ABPA), o piloto Felipe Giaffone será o presidente. Francisco Adolpho Serra (Chico Serra) e o presidente da Federação de Automobilismo do Estado do Espirito Santo, Robson Duarte, também farão parte do grupo de trabalho, que terá prazo máximo de 30 dias para apresentar relatório final conclusivo.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Stock Car Brasil
Evento Notícias Stock Car (2016)
Tipo de artigo Últimas notícias