Alonso diz que considerou deixar a F1 ao fim de 2017

Espanhol admite que pensou seriamente em abandonar categoria para se dedicar integralmente à tríplice coroa, com Indianápolis e Le Mans

Piloto da McLaren, Fernando Alonso considerou abandonar a F1 ao fim de 2017 para perseguir seu sonho de vencer a tríplice coroa do automobilismo.

Em entrevista exclusiva à revista F1 Racing, o espanhol revelou que pensou em encerrar sua carreira na categoria para tentar acrescentar vitórias nas 500 Milhas de Indianápolis e nas 24 Horas de Le Mans às duas que possui no GP de Mônaco de F1.

No ano passado, Alonso participou da Indy 500 e, em 2018, conciliará seu cronograma na F1 com a campanha que fará com a Toyota no WEC, o que incluirá a estreia em Le Mans.

“Sim, pensei na possibilidade de mudar de categoria e parar com a F1”, disse.

“Depois de eu fazer as 500 Milhas de Indianápolis no ano passado, quando voltei e havia corridas na Áustria e em Silverstone, pensei: ‘Talvez no ano que vem eu possa tentar uma categoria diferente. Posso me comprometer inteiramente à tríplice coroa e fazer Indy e Le Mans. Talvez seja o melhor.’”

“Mas senti que não era o momento certo para sair. Não agora, não após estes resultados, não com essa sensação.”

“Eu sabia que eu me arrependeria pelo resto da minha vida e eu teria esse gosto ruim pelo resto de minha carreira nas corridas.”

“Então, definitivamente, ainda quero ter sucesso. Há negócios inacabados para mim e a McLaren. E acho que este ano será o momento em que todas essas coisas irão mudar. Estou bem certo disso.”

Alonso ficou de fora do GP de Mônaco para correr na Indy no ano passado, já que a McLaren quis manter seu astro motivado depois de uma temporada difícil com a Honda.

Agora, a McLaren mudou para a Renault em 2018. Alonso descreveu: “Um ano ruim para a McLaren é ser terceiro ou quarto nos construtores, nunca nono”, posição em que a equipe terminou em 2015 e 2017.

Questionado se esperava que a temporada seria mais normal, respondeu: “Sim, de volta à normalidade, de volta à sensação normal de ter todo GP, se preparando nos treinos e na classificação sabendo que devemos estar no top 5 – e que, se formos bem, estaremos no pódio.”

“E, se você faz algo especial, pode até ser um vencedor. Essa motivação e essa preparação são coisas das quais senti falta.”

“Mas essas são as coisas que espero ter neste ano. É a nossa maior expectativa.”

Por Scott Mitchell e Anthony Rowlinson

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias