Haas culpa a falta de prática por erros de pitstop

compartilhar
comentários
Haas culpa a falta de prática por erros de pitstop
Por: Ben Anderson
26 de mar de 2018 10:51

A equipe Haas planeja realizar treinamentos extras de pitstop antes do GP do Bahrein depois de indicar que uma preparação ruim contribuiu para os problemas que arruinaram sua corrida na Austrália.

Romain Grosjean, Haas F1 Team, on the grid
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18 Ferrari, Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18, in the
Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-18 Ferrari, Max Verstappen, Red Bull Racing RB14 Tag Heuer
Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-18 Ferrari, Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18 Ferrari
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18 after stopping
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18 after stopping

Kevin Magnussen e Romain Grosjean caminhavam para terminar no top 6 em Melbourne, mas ambos abandonaram imediatamente após seus pitstops. Mais do que eliminar os carros, isso também rendeu uma multa ao time.

O chefe da Haas, Gunther Steiner, afirmou que a falta de treinos de pitstop provavelmente contribuiu para que as porcas fossem mal rosqueadas nas paradas, e insistiu que a equipe trabalhará mais duro para acertar seus procedimentos antes da próxima corrida.

“O fim de semana foi muito tenso para nós – tivemos problemas no primeiro treino livre, no segundo treino livre, não tivemos muitas peças reservas. Então, não fizemos muitos pitstops e essa pode ser uma das razões”, disse Steiner.

“Foi apenas um pitstop ruim. A porca da roda entrou errado e foi mal rosqueada. Não conseguimos perceber cedo o suficiente. Você trabalha em uma janela de 2s5 para fazer isso e tivemos azar.”

“Tivemos os mesmos caras com as pistolas do ano passado, e eles nunca erraram, então é uma daquelas coisas que acontecem.”

“Precisamos trabalhar mais duro nisso, com mais treinos. Quando chegarmos ao Bahrein, começaremos a treinar o mais rápido possível para que os caras possam ganhar confiança.”

Steiner indicou que o fato da Haas ser uma equipe relativamente nova “não ajuda” em situações assim, mas pediu para que o time permanecesse confiante ao considerar o ritmo forte de seus carros na Austrália, onde se classificaram no grid somente atrás de Mercedes, Ferrari e Red Bull.

“Eles precisam manter a confiança. Esse é um incidente bizarro. Precisamos manter nossa cabeça erguida. Sabemos que temos um bom ano pela frente. Precisamos somente analisar o que aconteceu e como podemos fazer com que isso não aconteça novamente.”

“É inacreditável – o mesmo problema em dois pitstops, um com a roda da frente, outro com a roda traseira. Mas aconteceu, é real.”

“Foi um fim de dia muito decepcionante para nós, mas o ritmo era bom, o carro estava andando forte. É isso que mantém o espírito elevado.”

“Vamos ao Bahrein com nossa cabeça erguida para tentar minimizar os erros com os pitstops.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Verstappen critica “entediante” e “inútil” GP da Austrália

Previous article

Verstappen critica “entediante” e “inútil” GP da Austrália

Next article

Gasly se chateia com problema de motor: “vamos ter punições”

Gasly se chateia com problema de motor: “vamos ter punições”
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Localização Melbourne Grand Prix Circuit
Equipes Haas F1 Team
Autor Ben Anderson
Tipo de matéria Últimas notícias