Hartley segue piloto Porsche apesar do acordo com Toro Rosso

compartilhar
comentários
Hartley segue piloto Porsche apesar do acordo com Toro Rosso
Valentin Khorounzhiy
Por: Valentin Khorounzhiy
Co-autor: Jamie Klein
Traduzido por: Daniel Betting
18 de nov de 2017 11:03

Acordo entre Tordo Rosso e Brendon Hartley não afetará seu status de piloto contratado da Porsche

Brendon Hartley, Scuderia Toro Rosso, Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR12, Brendon Hartley, Scuderia Toro Rosso STR12
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR12, Marcus Ericsson, Sauber C36, Brendon Hartley, Scuderia Toro
Brendon Hartley, Scuderia Toro Rosso on the drivers parade
Brendon Hartley, Scuderia Toro Rosso STR12
Brendon Hartley, Scuderia Toro Rosso STR12, Marcus Ericsson, Sauber C36
Brendon Hartley, Scuderia Toro Rosso STR12 and Marcus Ericsson, Sauber C36 battle for position
Brendon Hartley, Scuderia Toro Rosso STR12

Brendon Hartley tem sido um piloto Porsche LMP1 no Campeonato Mundial de Endurance (WEC) desde 2014, ganhando o título dos pilotos em duas ocasiões e marcando uma vitória no geral das 24 Horas de Le Mans para o fabricante alemão.

Mas, depois de anunciado o fim do programa de protótipo no final de 2017, Hartley buscou um emprego alternativo - e, depois de ter disputado três corridas na F1 com a Toro Rosso, foi confirmado na quinta-feira como piloto em tempo integral para a equipe na temporada 2018.

Perguntado durante o fim de semana do WEC no Bahrein se o acordo com a Toro Rosso de 2018 afetou o status de Hartley nas fileiras do fabricante, o diretor da equipe, Andreas Seidl, disse à Motorsport.com/Autosport: "Na verdade não. Obviamente, vamos colocar algumas limitações em termos do que ele pode fazer para nós, porque ele terá um calendário bastante ocupado”.

"Mas com a história que construímos, definitivamente queremos continuar. O programa dentro da Porsche motorsport é enorme, e haverá muitas oportunidades também para Brendon dentro da família Porsche também nos próximos anos".

Enquanto seu programa LMP1 foi abandonado em favor de uma entrada na Fórmula E prevista para 2019-20, a Porsche manterá presença no WEC através do seu programa GT. Também continuará na série GT do IMSA, nos Estados Unidos.

Perguntado se as oportunidades para Hartley continuar trabalhando com a Porsche ficariam nas corridas GT, Seidl disse: "Sim, ou usá-lo em tributo com o 919 Hybrid e assim por diante".

Ele explicou que Hartley teria o mesmo status que os outros pilotos da Porsche LMP1, Andre Lotterer e Neel Jani, que permanecerão "sob contrato como pilotos de trabalho" enquanto correm pela Techeetah e Dragon, respectivamente, na Fórmula E.

O próprio Hartley disse que ainda não "teve a chance de pensar" em qualquer prova de carros esportivos com seus compromissos F1.

Perguntado se ele estava interessado, ele disse: "100 %, mas não quero comentar. No primeiro ano na F1, haverá muito para eu aprender. Eu iria correr todos os fins de semana do ano se eu pudesse, mas F1 é a prioridade".

Relatórios adicionais de Frankie Mao

Próxima Fórmula 1 matéria
Sainz: "Renault é a equipe com evolução mais rápida"

Previous article

Sainz: "Renault é a equipe com evolução mais rápida"

Next article

VÍDEO: Verstappen testa novo Aston Martin Vantage

VÍDEO: Verstappen testa novo Aston Martin Vantage
Load comments