Honda: acordo com RBR está em estágio igual à Sauber em 2017

compartilhar
comentários
Honda: acordo com RBR está em estágio igual à Sauber em 2017
Scott Mitchell
Por: Scott Mitchell
27 de jun de 2018 10:33

Fabricante japonesa explica que situação ainda está em fase inicial, assim com vinha tendo com a Sauber antes do cancelamento da parceria, ainda no ano passado

Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13 passes the Sauber pit wall gantry
Marcus Ericsson, Sauber C37, leads Max Verstappen, Red Bull Racing RB14
The helmet of Pierre Gasly, Toro Rosso
Max Verstappen, Red Bull Racing RB14
Honda Hybrid font on the body work of the Toro Rosso STR13
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14
Rain water on a Honda badge belonging to a Toro Rosso STR13
Brendon Hartley, Scuderia Toro Rosso STR13

O acordo de fornecimento de motor da Honda com a Red Bull para 2019 está no mesmo estágio que tinha com a Sauber antes de a parceria ser cancelada no ano passado.

A equipe austríaca estabeleceu um Memorando de Entendimento com a Honda, que é a mesma fase alcançada com a Sauber em 2017, pouco antes da anulação da parceria após mudança no comando do time suíço.

Diretor de automobilismo da Honda, Masashi Yamamoto disse: “O que primeiro discutimos e decidimos [com a Red Bull] é que iremos fornecer a unidade de potência.”

“Todos os detalhes referentes a contratos serão discutidos de agora em diante. Nos próximos meses, vamos entrar nos detalhes de todos os fatores do contrato.”

O desejo de trabalhar juntos entre Red Bull e Honda e a crença de que se trata da melhor opção para ambas as partes são fatores fundamentais, o que é improvável que mude nos próximos meses.

Isso torna a situação completamente diferente do acordo da Honda com a Sauber, o qual Frederic Vasseur teve como prioridade cancelá-lo após substituir a idealizadora do acordo, Monisha Kaltenborn.

Leia também:

A Sauber estava passando por mudanças significativas depois de um período de dificuldades e queria uma fornecedora estabelecida, que contava com outros usuários, o que permitiria que a equipe tivesse uma referência.

“Nós percebemos que havia diferenças ali”, disse Yamamoto. “Então, não é como se tivéssemos brigado ou coisa do tipo. Não houve discussão.”

“Nós decidimos que ambos queriam ter um passo à frente para o melhor para ambos. As coisas não estavam indo para esse caminho, então decidimos que não seria a melhor decisão continuarmos com o que tínhamos planejado.”

A Red Bull originalmente havia planejado tomar a decisão sobre a adoção ou não dos motores Honda antes do GP da Áustria, mas entende-se que ela adiantou a escolha após sofrer pressão de sua atual fornecedora, a Renault.

Isso fez com que a equipe decidisse e confirmasse o acordo com a Honda antes do GP da França, o que foi um desdobramento bastante repentino.

Quando a McLaren era equipe de fábrica da Honda, havia sido acordado o fornecimento de motor, apoio financeiro e um comprometimento para a busca de outros projetos técnicos.

Enquanto isso, o acordo com a Red Bull, assim como o da Toro Rosso, não será necessariamente idêntico, mas será uma mudança significativa de seu status de cliente que possui com a Renault.

Next article
Monger faz teste surpresa em carro da Fórmula 1

Previous article

Monger faz teste surpresa em carro da Fórmula 1

Next article

Isolada em 4º, Renault planeja mudar foco para 2019 antes

Isolada em 4º, Renault planeja mudar foco para 2019 antes
Load comments