Kubica: “Tenho mais limitações no dia a dia do que em um F1”

compartilhar
comentários
Kubica: “Tenho mais limitações no dia a dia do que em um F1”
Por: Lawrence Barretto
Traduzido por: Gabriel Lima
4 de dez de 2017 10:50

Para polonês, sua capacidade de guiar um carro de Fórmula 1 é praticamente a mesma de quando iniciou sua carreira

Robert Kubica, Williams FW40
Robert Kubica, Williams FW40
Robert Kubica, Williams FW40
Robert Kubica, Williams
Robert Kubica, Williams

Favorito para a vaga de Felipe Massa na Williams, Robert Kubica disse que 90% de sua capacidade de pilotagem em um Fórmula 1 é a mesma de antes de sofrer seu acidente de rali em 2011.

Para retornar ao grid, o polonês passou por um intenso treinamento físico e teve testes com a Renault e Williams em uma tentativa de retornar à F1 na próxima temporada.

Kubica insiste que não está dirigindo uma mão e está em melhor forma física do que estava em sua última corrida na F1, em 2010.

Ele está confiante em sua capacidade de dirigir um carro de F1 e até mesmo disse que ficou surpreso com sua performance quando retornou ao volante durante este ano.

"Honestamente, tenho muito mais limitações no meu cotidiano", disse Kubica ao falar sobre sua condição física no Autosport Awards em Londres.

"Dirigir um carro de F1 não é o mesmo que foi no passado. Ainda assim, minhas limitações são muito menores do que parece.”

"Noventa por cento da minha pilotagem é exatamente igual a dos velhos tempos. Estou em melhor forma física do que estava no passado. Agora tenho que trabalhar muito mais, já que a idade não ajuda.”

"A grande diferença é o cérebro. É incrível o grande potencial do cérebro e a rapidez com que podemos nos adaptar a diferentes condições.”

"Infelizmente, minha carreira foi interrompida. Me machuquei muito.”

"No final, aprendi a viver com isso, a pilotar um carro de F1 com isso. E, no final, estou bastante surpreso com os resultados que vi."

Kubica enfrenta competição pelo assento da Williams ao lado de Lance Stroll com Sergey Sirotkin, Daniil Kvyat e Paul di Resta.

O polonês era o favorito para o lugar, mas seus resultados de testes, quando Sirotkin também esteve no carro, fizeram a disputa ser ainda mais próxima.

Williams analisará os dados coletados de Kubica e Sirotkin no teste de Abu Dhabi e espera tomar uma decisão nas próximas semanas.

Próxima Fórmula 1 matéria
Sainz celebra ano “agressivo” que rendeu chance na Renault

Previous article

Sainz celebra ano “agressivo” que rendeu chance na Renault

Next article

Prost enaltece Vandoorne: “Mesmo nível ou melhor que Alonso”

Prost enaltece Vandoorne: “Mesmo nível ou melhor que Alonso”
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Robert Kubica
Autor Lawrence Barretto
Tipo de matéria Últimas notícias