Lauda: "Alonso fez tudo o que podia e só pode culpar a Ferrari"

Ex-campeão pela Scuderia, austríaco não acredita que seca de títulos tenha efeito negativo na cabeça do espanhol

Foram dois anos aposentado, como o próprio faz questão de salientar, mas Niki Lauda passou por situação semelhante à de Fernando Alonso em sua carreira. Ele passou seis temporadas em branco antes de ser tricampeão do mundo, em 1984.

Em entrevista ao TotalRace, o austríaco deixou claro que uma seca como a do espanhol, que conquistou seu segundo título em 2006, não mexe com a cabeça do piloto – pelo menos enquanto ele tiver certeza de que deu seu máximo. “Pilotos profissionais, como Alonso, sempre tentam fazer o máximo que a habilidade que têm lhes permite e Alonso provou isso este ano. Ele sempre teve um carro que não era tão bom quanto os demais e conseguiu muitos pontos, sem cometer qualquer erro. Porém, para ser campeão, você também precisa de um carro. Na parte do piloto, ele só pode se perguntar: ‘eu cometi erros ou fiz tudo o que podia?’. Alonso fez tudo o que podia”.

Para Lauda, só falta a Alonso um carro competitivo o bastante para ser campeão. Até que isso não aconteça, é muito difícil conseguir um título. “Ele não pode culpar a si mesmo por não ter sido campeão. Ele pode culpar a Ferrari por não ter feito um carro tão rápido quanto a Red Bull, mas isso é parte do jogo. Como piloto, você faz o que pode e, se o carro ajuda, como no caso de Vettel, será campeão”.

Mesmo com a desvantagem de equipamento observada nos primeiros três anos de contato de Alonso com a Ferrari, Lauda não vê o espanhol deixando a equipe caso essa tendência continue até o final de seu atual acordo, em 2016. “Ele tem um contrato por um longo tempo e vai ficar lá. E vai tentar ser campeão ano que vem”.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias