Lowe: “Humildade” evita críticas como ocorre com McLaren

compartilhar
comentários
Lowe: “Humildade” evita críticas como ocorre com McLaren
Scott Mitchell
Por: Scott Mitchell
5 de jul de 2018 11:42

Diretor técnico da Williams, Paddy Lowe acredita que a “humildade e espírito esportivo” de sua equipe fazem com que sua equipe não receba o mesmo nível de críticas pela falta de performance como acontece com a McLaren.

Paddy Lowe, Williams Shareholder and Technical Director on the Williams pit wall gantry
Lance Stroll, Williams FW41
Sergey Sirotkin, Williams Racing, with Paddy Lowe, Williams Racing
Lance Stroll, Williams FW41
Lance Stroll, Williams FW41
Lance Stroll, Williams FW41

As duas equipes inglesas estão entre as mais famosas da F1 e venceram juntas 296 corridas e 17 títulos de construtores.

Contudo, nenhuma dela venceu uma corrida de 2012 para cá: o GP da Espanha daquele ano deu o único triunfo da Williams nas últimas 14 temporadas, enquanto que a McLaren venceu pela última vez na corrida de encerramento daquele campeonato, no Brasil.

A McLaren está em sexto no atual campeonato, com 44 pontos, enquanto que a Williams faz campanha ainda pior e ocupa a última posição.

Questionado por que a Williams escapa do tipo de vigilância que há sobre a McLaren, Lowe disse: “É preciso olhar para a equipe e o que ela representa, e particularmente Frank [Williams, fundador do time] e o que ele criou.”

“É uma equipe muito respeitada. A abordagem de Frank, seus valores, sua abordagem para o automobilismo estão instalados na equipe e têm continuidade em Claire de certa forma – em termos de espírito esportivo e humildade em torno do que fazemos.”

Leia também:

“Uma vez eu encontrei Frank no saguão de um hotel quando eu estava na McLaren e eles tiveram um dia realmente ruim, há mais ou menos 10 anos, e eu disse: ‘Lamento por seu dia ruim, Frank’. Ele disse: ‘Nós fomos testados e falhamos’. Essa é a sua atitude.”

“Há outros que possuem menos humildade, que culpam todo o resto a não ser eles mesmos quando possuem um dia ruim.”

“Acho que as pessoas meio que respeitam e simpatizam com nossa posição quando as coisas não estão indo bem. E, então, elas não possuem a tendência de nos detonar.”

A temporada de 2018 da McLaren teve outra mudança drástica na quarta-feira, com a saída do diretor de competições Eric Boullier, o que s junta à troca feita por Woking no início do ano, quando deixou os motores Honda para usar os Renault.

Questionado sobre a suposta hostilidade da mídia sobre sua equipe, o diretor executivo da McLaren, Zak Brown, disse: “Em minha visão é pelo fato de a McLaren ser uma grande equipe e todos nós termos grandes expectativas.”

“Se há algo que cria isso, não sei o que é.”

Next article
Liberty ainda tem "desejo" para GP de Londres, diz Horner

Previous article

Liberty ainda tem "desejo" para GP de Londres, diz Horner

Next article

Renault estreia mudanças no turbo em Silverstone

Renault estreia mudanças no turbo em Silverstone
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Williams
Autor Scott Mitchell