Motor atrasa e Hamilton teme fim de semana difícil no Canadá

compartilhar
comentários
Motor atrasa e Hamilton teme fim de semana difícil no Canadá
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
7 de jun de 2018 18:39

Piloto da Mercedes admite que atraso em nova especificação de unidade de energia pode complicar desempenho em Montreal

Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09, leads Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H, and Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W09
Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 in the Press Conference
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09
Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 W09
Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H, leads Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W09
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1, arrives at the circuit

A Mercedes decidiu nesta semana adiar a introdução da atualização em todos os seis carros do grid porque a confiabilidade não havia sido comprovada nos testes de dinamômetro.

Os motores atuais só correram seis corridas até agora, e com 21 na programação, cada exemplar teria que completar sete fins de semana.

Lewis Hamilton disse que a perda da atualização, além da inevitável queda no desempenho que vem com alta quilometragem, dificultará sua vida.

"Este é um circuito de potência, então foi nosso alvo e definitivamente teria sido útil", disse Hamilton.

"Os caras trabalharam mais do que puderam, e tivemos que tomar a decisão sensata de não trazer o novo motor, o que definitivamente é uma infelicidade. Temos que tentar sobreviver sem.”

"Isso significará que nosso desempenho não será provavelmente o maior. É a sétima corrida do motor e o objetivo é fazer com que os motores permaneçam os mesmos o tempo todo, então naturalmente ele está degradado, você perde potência nas corridas.”

"Se estamos em 7000 kms ou seja o que for, definitivamente teria perdido desempenho. Então, em um circuito de energia, ele provavelmente será ampliado."

Perguntado se esperava que a Ferrari tivesse uma vantagem no Canadá, Hamilton disse: "Sim, também particularmente se trouxerem motor atualizado. Então pode ser um final de semana difícil.”

"Tudo o que eu espero é a confiabilidade. Se eu estiver na sétima corrida em um circuito difícil no motor, quero ver isso passar. Essa é a minha única preocupação.”

"Naturalmente ainda estou aqui para vencer, mas como eu disse, se eles tiverem upgrades em seus motores, que podem ser de um a dois décimos, a Ferrari é particularmente muito forte nas retas.”

"Será interessante ver se somos capazes de combinar isso ou não. Mas vamos dar tudo o que temos, com certeza."

O companheiro de equipe, Valtteri Bottas, por sua vez, minimizou o impacto do atraso na atualização do motor, insistindo que será apenas "uma pequena punição".

"Estávamos inicialmente esperando trazer a nova unidade de potência para esta corrida, o que teria sido um pequeno ganho em relação à antiga", disse o finlandês.

"Nós encontramos alguns problemas, então só para estarmos seguros, ainda precisamos torná-lo perfeito e esperamos executá-lo em duas semanas.”

"Com certeza o novo teria sido um pouco melhor, mas não que nosso motor antigo fosse ruim. É bom e ainda é saudável e confiável, então não há preocupações com isso.”

"Eu acho que vai ser uma pequena penalidade. Obviamente, teria sido bom tê-lo, mas é assim que é."

 

Next article
Liberty quer mais de um GP por ano nos EUA e na China

Previous article

Liberty quer mais de um GP por ano nos EUA e na China

Next article

Análise: Espelhos da Ferrari se tornam ponto de discussão

Análise: Espelhos da Ferrari se tornam ponto de discussão
Load comments