"Restrições a testes não economiza dinheiro", diz Ron Dennis

Diretor da McLaren diz que F1 precisa repensar política de restrição a treinos, já que prejudica o progresso e não reduz custos

Ron Dennis admitiu sua frustração sobre os limites impostos pelo regulamento da Fórmula 1 que reduziu o número de testes fora do calendário oficial do campeonato.

Em particular, Dennis não acredita que com a limitação as equipes tenham seus custos reduzidos - principal propósito alegado pela categoria. Para Dennis, não há redução e sim outros tipos de gastos.

Quando perguntado pelo MOTORSPORT.COM sobre o assunto, ele respondeu: "Acho que a frustração que tenho com os regulamentos é que o que foi feito para reduzir custos, só faz aumentar nossos gastos."

"Isso acontece porque o custo de se conseguir durabilidade é interminável."

"Gosto dos testes. Gostaria de ter mais liberdade no uso do túnel de vento. Gostaria de ter mais liberdade no CFD (testes que avaliam a aerodinâmica), porque quando não se está competitivo você tem que desenvolver seu carro da sua maneira."

"Nesse momento, os regulamentos são extremamente constrangedores nessa área."

Preocupações semelhantes de Alonso

As reclamações sobre a incapacidade de se testar e fazer progressos já foi destacada por Fernando Alonso este ano. Em várias ocasiões, ele citou o fato de que a maneira como a F1 está, há pouco espaço para melhorias durante a temporada.

"Não é a quantidade de informação que temos. É que estamos de mãos atadas para a temporada", disse.

"Então, quando nós colocamos o carro em Barcelona ou Jerez para o primeiro teste é uma moeda no ar. Se ele for competitivo, você terá uma boa temporada e caso o contrário, você terá uma temporada ruim."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Equipes McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags dennis, honda