Todt: Somente limite de orçamento não resolverá custos da F1

compartilhar
comentários
Todt: Somente limite de orçamento não resolverá custos da F1
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
14 de jan de 2018 11:14

Segundo o mandatário da entidade, a F1 não pode apenas confiar em um limite de orçamento para reduzir custos

Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08, Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H, Max Verstappen, Red Bull Racing RB13, Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB13
Max Verstappen, Red Bull Racing RB13 and Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H battle for position
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08, Sebastian Vettel, Ferrari SF70H, Max Verstappen, Red Bull Racing RB13, Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB13, Esteban Ocon, Sahara Force India F1 VJM10, the rest of the field at the start
Max Verstappen, Red Bull Racing RB13 and Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB13
Jean Todt, FIA President
Christian Horner, Red Bull Racing Team Principal

Embora um limite definido de gastos por equipes seja pretendido pelos proprietários da F1 como uma mudança chave para o futuro, o presidente da FIA, Jean Todt acredita que seria um erro confiar exclusivamente nisso como meio de controlar as despesas.

Ele acredita que um limite de custos deva ir de mãos dadas com outros regulamentos que ajudem a tornar a F1 mais barata, caso contrário, existe o risco de o conceito falhar.

"Nós falamos sobre controle de custos / limite de custos por um tempo", disse Todt. "Eu acredito que é uma boa jogada, mas para mim tem que ser uma combinação.”

"Precisamos fazer regulamentos que terão algum impacto nos custos reais. Para simplesmente dizer que vamos fazer um limite de custos, não acho que vai funcionar. Até agora, qualquer tentativa não funcionou.”

"Temos que ser capazes de concordar com algo que será mais sofisticado para conseguir isso."

Os chefes comerciais da F1 devem se sentar individualmente com as equipes neste inverno para discutir mais detalhadamente sobre a ideia de um limite de orçamento.

Mas, embora todas as equipes reconheçam que algo precisa ser feito sobre os custos, ainda há algum ceticismo sobre se uma base de custo pode ser ou não viável.

O chefe da Red Bull, Christian Horner, não tem certeza sobre esse policiamento, que sempre foi uma das razões pelas quais as tentativas no passado para apresentá-la falharam.

Mas ele ecoa a ideia de Todt de que obter outras regras para limitar os custos seja essencial se o limite de custos não for submetido a um exame minucioso.

"Não sou um grande fã dos limites de orçamento porque pergunto qual é o limite, porque as estruturas corporativas de todos são diferentes", disse Horner.

"Você tem que lidar com a causa raiz, e então se torna muito menos sensível para impor um limite.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Kubica negocia papel de apoio na Williams em 2018

Previous article

Kubica negocia papel de apoio na Williams em 2018

Next article

De Ferran: Chefe da Haas está errado sobre pilotos americanos

De Ferran: Chefe da Haas está errado sobre pilotos americanos
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias