Troca de Kimi por Leclerc na Ferrari volta a ganhar força

compartilhar
comentários
Troca de Kimi por Leclerc na Ferrari volta a ganhar força
Por: Scott Mitchell
Co-autor: Roberto Chinchero
3 de set de 2018 14:21

Apesar da morte de Sergio Marchionne, principal apoiador da ideia, time planeja realizar desejo do ex-presidente

A promoção de Charles Leclerc para a Ferrari no lugar de Kimi Raikkonen volta a ganhar força, com o time italiano querendo honrar o plano implementado por Sergio Marchionne antes de morrer.

Conforme revelado no início deste ano, o apoio de Marchionne a Leclerc fez com que o monegasco tivesse uma séria chance de ser promovido para a Ferrari após apenas uma temporada na F1.

Mas isso pareceu ter esfriado após sua morte, já que seu substituto como o CEO da Ferrari, Louis Camilleri, é um amigo próximo de Raikkonen e queria ver se a recente retomada na forma do finlandês continuaria. No entanto, sugestões crescentes durante o final de semana do GP da Itália indicam que a Ferrari optará por seguir seu plano original e honrar a ideia de Marchionne de colocar Leclerc como substituto de Raikkonen.

Entende-se que a situação tenha avançado em Monza, onde o presidente da Ferrari, John Elkann, conheceu Leclerc brevemente.

Leclerc disse em Monza no domingo que não recebeu um prazo para uma decisão.

Perguntado pelo Motorsport.com se ele tinha falado com os novos chefes da Ferrari no fim de semana, e sobre seu relacionamento com Marchionne antes, Leclerc respondeu: "John veio aqui com Michael (Manley), o novo chefe da FCA, apenas para apresentar toda a equipe para ele e foi uma boa oportunidade de conhece-lo.”

“Mas foi mais uma introdução do que falar sobre o futuro ou qualquer outra coisa.”

“Eu nunca tive um contato direto com o Sr. Marchionne, mas ele falava bem de mim o tempo todo. Obviamente, foi sempre um prazer ter comentários positivos, mas não tive contato direto com ele.”

Leclerc tem sido uma das estrelas em sua temporada de estreia, marcando seus primeiros pontos com um sexto lugar no Azerbaijão apenas em sua quarta corrida.

Ele marcou pontos em mais quatro ocasiões, levou Sauber ao Q3 em três corridas e derrota regularmente seu companheiro de equipe muito mais experiente, Marcus Ericsson.

No entanto, ele enfrenta uma fase difícil nas últimas três corridas, que inclui um toque na primeira volta na Hungria e o espetacular acidente na Bélgica. Assim, Leclerc não marca pontos desde o GP da Áustria, em junho.

"Eu não sei, no final eles (chefes da Ferrari) são os únicos a tomar as decisões", disse Leclerc quando perguntado se ele tinha feito o suficiente para ganhar um lugar na Ferrari.

“Eles sabem que piloto sou e então vão julgar se é suficiente ou não. Eu ainda sou jovem e ainda tenho muitas corridas para aprender. No caso de eu ir lá, será um sonho, mas não cabe a mim dizer se estou pronto ou não. Eles me conhecem perfeitamente bem."

Leclerc se refere regularmente ao fato de correr pela Ferrari como um sonho e admitiu que é difícil não se deixar levar por essa perspectiva.

"É difícil não ter isso em mente, porque é um sonho desde que eu era criança", disse ele.

"Mas, por outro lado, estou tentando ter o mínimo possível em minha mente para me concentrar no que está acontecendo no momento."

Charles Leclerc, Sauber, Kimi Raikkonen, Ferrari

Charles Leclerc, Sauber, Kimi Raikkonen, Ferrari

Photo by: Steven Tee / LAT Images

Próxima Fórmula 1 matéria
Mercedes cogita fechar programa de pilotos por falta de vagas

Previous article

Mercedes cogita fechar programa de pilotos por falta de vagas

Next article

Top 10: GP da Itália 2018

Top 10: GP da Itália 2018
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Kimi Raikkonen Shop Now , Charles Leclerc
Equipes Ferrari Shop Now
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias