Vettel: Pilotos têm dificuldades em ficar na pista no frio

compartilhar
comentários
Vettel: Pilotos têm dificuldades em ficar na pista no frio
Por: Glenn Freeman
27 de fev de 2018 19:25

Alemão acredita que baixa temperatura de Barcelona e asfalto novo atrapalhem a compreensão do novo carro

Sebastian Vettel, Ferrari SF71H
Sebastian Vettel, Ferrari SF71H
Sebastian Vettel, Ferrari SF71H
Sebastian Vettel, Ferrari SF71H
Sebastian Vettel, Ferrari SF71H, Max Verstappen, Red Bull Racing RB14
Sebastian Vettel, Ferrari SF71H

Sebastian Vettel terminou o segundo dia dos testes de pré-temporada como mais rápido da terça-feira, completando 98 voltas, apesar da pequena participação pela manhã em que as equipes esperavam que as condições ficassem menos frias.

Mas com a temperatura do ar nunca estando acima de 5°C durante todo o dia, Vettel, que causou uma bandeira vermelha quando rodou e foi parar na brita, descreveu o clima como "o fator limitante" do dia.

"Está muito frio, o mais importante é que, se você analisar, demos quase 100 voltas", disse ele. "Considerando que estava nevando também, no final do dia estava tudo bem, mas é muito difícil conseguir que os pneus funcionem. Todo mundo está lutando com os mesmos problemas.”

"Estava apenas 3 ou 4 graus, o asfalto estava 10 graus, então é muito, muito frio. Não são as condições que encontramos normalmente.”

"Obviamente, o fator limitante foi o clima. É difícil de julgar, sabendo quão difícil foi para permanecer na pista nessas condições, acho que outros enfrentaram os mesmos problemas.”

"Nós não devemos entrar em detalhes demais porque é um pouco inútil. Espero que na próxima semana melhore.”

O clima frio em Barcelona, com mais previsão de neve para a quarta-feira, levou ao debate sobre se as equipes deveriam testar na Europa durante a pré-temporada, mas a Vettel acredita no “azar” com o clima nesta semana.

Ele disse que o tempo e a nova superfície na pista dificultaram a comparação do atual carro da Ferrari com seu antecessor, mas ficou satisfeito com seu primeiro dia de testes no SF71H.

"O carro está funcionando, não tivemos nenhum problema em termos de confiabilidade, tudo fazia sentido", disse ele.

"Parece que demos um passo à frente. Em termos de desempenho, não sei ainda, mas em termos de operação geral, tudo está realmente suave.”

"É bom vir aqui, ligar o carro e poder correr.”

"Em primeiro lugar, temos que tentar entender o carro, isso é o mais importante para o teste, para garantir que façamos algumas voltas importantes e muita quilometragem.”

"Essa é a chave agora. Depois, podemos nos concentrar no desempenho."

Relatos adicionais por Adam Cooper

Próxima Fórmula 1 matéria
Problema no escapamento encurta teste da McLaren

Previous article

Problema no escapamento encurta teste da McLaren

Next article

Kubica diz que foi "muito honesto" sobre retorno

Kubica diz que foi "muito honesto" sobre retorno